Seguro educacional: por que é importante para a sua graduação?

seguro educacional: mulher jovem de cabelos cacheados em campus educacional
6 minutos para ler

Ao entrar na graduação, você está em busca da aquisição de conhecimento e do aprimoramento de habilidades profissionais, não é mesmo? Nesse sentido, o seguro educacional pode ser um dispositivo importante para que você faça o curso com mais tranquilidade.

Pensando na relevância do tema, preparamos este artigo. Ao longo do conteúdo, você entenderá quais são as vantagens oferecidas por essa modalidade de seguro e por que ela tende a fazer a diferença em sua trajetória acadêmica. Acompanhe!

Por que contar com um seguro educacional em sua graduação?

Para produzir este texto com a profundidade necessária, conversamos com um especialista no assunto: Diego Nicheli Chagas, que é gerente de operações financeiras na Estácio — um dos grupos educacionais mais respeitados no Brasil, com quase de 5 décadas de história e 500 mil alunos.

De acordo com ele, o principal objetivo de um seguro educacional é auxiliar com despesas educacionais, como mensalidades, em caso de desemprego do aluno e/ou de seus responsáveis, entre outras situações que podem interferir de maneira negativa na renda familiar de um estudante.

Portanto, ele é fundamental porque serve como uma garantia de que você conseguirá cursar até 6 meses com a cobertura para conseguir se estabilizar e realizar seus sonhos no mercado de trabalho, independentemente de imprevistos financeiros que sejam cobertos pelo seguro.

Como funciona o seguro educacional da Estácio?

Ao ser questionado sobre os diferenciais do seguro da Estácio, Diego diz que, ao contrário do que é praticado por boa parte das instituições de ensino, ele é recebido como um benefício adicional. Ou seja, você não precisa pagar nada para ter acesso às vantagens e estudar com mais segurança.

“Não temos uma cultura de contratação de seguros na sociedade brasileira; as pessoas só contratam para carros e outros bens, como imóveis. Na Estácio, todos têm esse suporte desde o início do curso, em qualquer período”, explica o gerente. É válido destacar o funcionamento da modalidade, porque ele serve para ocasiões de perda de renda, que pode ser tanto a sua, quanto a de quem é financeiramente responsável por você.

Imagine que você ainda não encontrou um novo emprego — nesse caso, o seguro cobre 6 vezes o valor da mensalidade no momento da perda. Se você perdeu o cargo em agosto e nesse mês a mensalidade representa um total de R$ 1.000, por exemplo, a seguradora pagará R$ 6.000 para a Estácio, que dará baixa em todos os valores não quitados para que você continue estudando. Para isso, é preciso cumprir todos os pré-requisitos estipulados pelo contrato do seguro.

“O objetivo é viabilizar a manutenção do estudo por um semestre inteiro, pelo menos. Dependendo do débito, há como terminar um período e talvez até começar o próximo, o que facilita a recolocação no mercado”, explica Diego. Além disso, a Estácio oferece um canal de estágio próprio, que é desenvolvido em parceria com algumas empresas. Assim, você pode voltar a trabalhar da forma mais rápida possível.

O seguro vale a pena para quem já tem renda estável?

Mesmo que sua renda familiar seja estável e o seguro possa parecer algo desnecessário à primeira vista, tenha em mente que um curso de graduação dura 4 anos, em média. Trata-se, portanto, de um período longo, no qual podem acontecer vários fatos com os quais você não contava ao entrar na faculdade, concorda?

Como não representa nenhum custo adicional em seu orçamento, mas sim uma comodidade oferecida pela Estácio, reflita: por que não contar com essa segurança enquanto você estuda? Esse respaldo pode ser determinante até para a conclusão do curso, pois você poderá priorizar o que realmente importa: a sua formação e seu futuro profissional.

Pense em um aluno que é funcionário público. Esse profissional tem estabilidade alta e quase nunca é demitido. Por mais que essa pessoa jamais acione o seguro ao longo de sua formação, ela não está sendo cobrada por isso nem desperdiçando recursos financeiros que poderiam ser usados para outras finalidades. Afinal, no caso da Estácio, ele funciona como um benefício, mesmo que não seja utilizado.

“Preferimos trabalhar dessa forma porque sabemos que uma parte de nossos alunos pode ter problemas durante o curso. Assim, eles poderão dar sequência aos estudos enquanto procuram por novas colocações”, relata Diego.

Quais são os requisitos para quem deseja contar com o seguro educacional?

Na Estácio, a partir do momento da matrícula em algum curso, você já passa a contar com o seguro de forma automática. De qualquer modo, tenha em mente que o seguro vale para todos, mas existem algumas regras feitas pela seguradora e é preciso respeitá-las para ter acesso aos benefícios quando necessário.

Para isso, você deve ter permanecido pelos últimos 12 meses, no mínimo, em uma única organização — se trocou de empresa em um intervalo menor, não será possível receber a contemplação. Além disso, é preciso que o emprego tenha sido realizado no regime CLT.

Outro requisito é ficar mais de um mês sem trabalho após a demissão. Caso tenha pedido a demissão ou ela tenha acontecido por justa causa, a solicitação do benefício será invalidada.

Se você cumpre esses requisitos, tem o direito de solicitar a cobertura. Para isso, basta abrir um requerimento e enviar alguns documentos — como a comprovação da demissão e a identificação pessoal. A documentação é analisada pela seguradora e, se tudo estiver dentro do esperado, o seguro é enviado para a Estácio, que recebe o valor, comunica o aluno e concede o crédito que será abatido das mensalidades.

Quais são as maiores vantagens do seguro educacional?

Levando em consideração os tópicos apresentados ao longo do texto, pode-se dizer que as maiores vantagens do seguro são:

  • trazer tranquilidade enquanto a graduação é cursada;
  • viabilizar a conclusão mesmo com imprevistos financeiros;
  • proporcionar a recolocação com agilidade;
  • ajudar a lidar com períodos instáveis;
  • não representar nenhum custo adicional ou prejudicar o orçamento (no caso de quem é aluno da Estácio).

Um seguro educacional pode ser determinante em sua formação e na trajetória percorrida para alcançar conquistas profissionais. Sendo assim, escolha uma instituição que ofereça um amplo suporte nesse sentido — isso pode fazer a diferença em seu futuro.

Se você gostou do conteúdo, não perca mais tempo e encontre seu curso ideal aqui!

Você também pode gostar