Redação do Enem: tenha um bom desempenho com estas 8 dicas

redação do enem
6 minutos para ler

Para conquistar uma vaga na faculdade, é preciso se dedicar aos estudos. Porém só de pensar na redação do Enem bate aquela insegurança? Saiba que você não está sozinho! Muitos alunos ficam perdidos quando chega o momento de colocar as ideias no papel e desenvolver um texto.

Mas como essa parte da prova tem um peso importante, é fundamental saber como se preparar para não pôr a perder todo o empenho no estudo das outras matérias.

Quer saber como se dar bem na redação do Enem e dos outros vestibulares? Então fique por dentro das nossas 8 dicas e descubra como escrever um texto capaz de conquistar a aprovação da banca avaliadora!

1. Mantenha-se atualizado

O aluno deve estar bem-informado para fazer uma boa redação do Enem. Por isso, acompanhe telejornais, sites de notícias, revistas, podcasts e tente entender os principais acontecimentos nacionais e internacionais. Nessa hora, procurar por artigos de opinião pode ajudar.

Os temas que acabam gerando bastante discussão na sociedade podem, inclusive, ser tema da prova. Então, é possível se preparar pesquisando bastante sobre o assunto e desenvolvendo um texto com bons argumentos em relação a ele.

Ao ficar por dentro dos noticiários, você está se preparando também para as outras provas do Enem, que exigem conhecimento sobre atualidades.

2. Fique ligado nas competências exigidas na redação do Enem

O exame exige que o candidato demonstre algumas competências na redação. São elas:

  • domínio da escrita formal da língua portuguesa;
  • compreensão da proposta da redação;
  • habilidade para selecionar, organizar e interpretar dados, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista;
  • conhecimento para a construção da argumentação;
  • elaboração de proposta de intervenção para o tema abordado.

Dessa forma, na hora de construir o texto, faça uma reflexão sobre o que é pedido, escreva suas ideias no papel e pense em formas de defender seu ponto de vista, além de apresentar possíveis soluções para a questão apresentada.

3. Utilize textos de apoio

Na prova de redação do Enem, o aluno tem alguns textos de apoio. É essencial ler com atenção essas referências, que podem ser notícias, artigos ou até uma história em quadrinhos ou charge. Elas trazem, muitas vezes, dados estatísticos, que devem ser interpretados para demonstrar a gravidade do problema proposto.

Dessa maneira, fica mais fácil entender o que é pedido e elaborar os argumentos que serão apresentados no seu texto. Então não tenha pressa para escrever. Se você separar um tempinho para ler os textos de apoio, conseguirá escrever mais rápido sua redação.

4. Leia muito

Lembra que falamos que uma das competências exigidas é domínio da escrita formal da língua portuguesa? Pois bem, você precisa estar craque nas regras gramaticais e de ortografia. Uma boa dica para isso é ter o hábito de ler.

Por isso, dedique um tempinho diário para a leitura de um livro. Não precisa ser uma obra exigida para o vestibular, pode até mesmo ser a do seu autor preferido.

Quanto mais a gente lê, mais aprende a escrever certo, porque você se acostuma com a construção das frases e com a maneira correta da escrita das palavras.

5. Faça um rascunho

Muitos alunos, quando veem o tema da redação, já querem sair escrevendo — e esse é um dos maiores erros. É necessário fazer um rascunho para que você possa ordenar suas ideias e seguir a estrutura pedida no texto:

  • introdução — é o primeiro parágrafo da redação, no qual você vai apresentar e expor o problema;
  • desenvolvimento — é a parte em que você defende seus argumentos, podendo ocupar de 3 a 4 parágrafos;
  • conclusão — é o parágrafo final em que você faz o fechamento do texto, com uma proposta de intervenção para o problema.

Com o rascunho, você consegue montar esse modelo e fazer a revisão para que o texto não tenha erros de português.

6. Vá direto ao ponto

Como os avaliadores não gostam de textos que ficam “enrolando” ou “enchendo linguiça” para apresentar e defender as ideias, vá direto ao ponto. Aliás, é fundamental escrever com objetividade, porque você não tem tantas linhas assim à disposição.

Além de ser direto, verifique se o seu texto tem coesão, ou seja, apresenta uma sequência lógica entre as frases.

7. Saiba argumentar

A prova de redação do Enem exige que o candidato desenvolva um texto dissertativo-argumentativo. Não se trata de um emaranhado de informações, e é preciso que ele aborde um problema e defenda seu ponto de vista em relação à questão. Mas como fazer isso?

É uma etapa que exige reflexão: a partir dos fatos e dados apresentados, qual é sua opinião? Por que você pensa dessa forma?

Saiba que a opinião é algo pessoal, então você não pode ter medo de defendê-la. Só tenha atenção em não ser um ponto de vista que fira os direitos humanos, pois você será penalizado.

O uso de exemplos pode facilitar sua argumentação e deixar o texto mais rico, por isso é importante se manter atualizado.

8. Treine bastante

Os candidatos sabem como estudar Português, Matemática, História e as outras disciplinas, mas não sabem como estudar para a redação. Como você precisa estar craque na escrita e na estruturação do texto, o segredo é treinar.

Como fazer isso? Você pode, em seu cronograma de estudos, separar um horário por semana para desenvolver a redação. Quanto mais você escrever, mais simples fica a construção desse tipo de texto. Peça para algum professor corrigir sua redação para que você entenda em quais pontos tem mais dificuldade.

Para facilitar, pegue temas de provas passadas para ver como se sai. Leve a sério esse treino: estude o tema proposto, faça uma reflexão, coloque as ideias no papel, elabore o rascunho e só depois escreva o texto final. Faça também uma boa revisão para identificar, principalmente, errinhos de ortografia e de pontuação.

Agora você já sabe como se preparar para a redação do Enem e obter uma nota alta. Você não precisa se assustar com essa parte do exame: basta ler bastante, acompanhar as notícias, ordenar as ideias e ter calma para escrever.

Está terminando o Ensino Médio e ainda não sabe qual carreira seguir? Confira então qual profissão mais combina com você!

Você também pode gostar