Odontologia: tudo o que você precisa saber sobre curso e carreira

odontologia
17 minutos para ler

Você já reparou que os brasileiros dão enorme valor para a beleza de seus sorrisos? Não à toa, somos o país que mais tem dentistas no mundo, e diversos tratamentos para clarear e alinhar os dentes estão sempre sendo desenvolvidos pelos profissionais da área. Contudo, não é só disso que se trata a Odontologia.

Essa área da saúde humana é responsável por tratar inúmeros problemas da região da face, do pescoço e da boca, compreendendo os dentes, os ossos, a musculatura, as articulações e os tecidos. Muito além da estética, zelar pela boa condição da cavidade bucal das pessoas é uma questão de saúde e, também, de inserção social.

Você tem interesse em cursar Odontologia, mas não sabe bem o que esperar do curso e do mercado de trabalho no Brasil? Então, continue conosco, pois elaboramos um post especial sobre isso e muito mais! Boa leitura!

Como é o curso de graduação em Odontologia?

O curso de Odontologia abrange uma área da saúde humana que pesquisa e trata todos os problemas e distúrbios do sistema estomatognático (o prefixo grego estoma significa “boca”). Contudo, esse sistema não se trata apenas da cavidade bucal, mas abrange também a face, o pescoço, os dentes, os ossos, as articulações e a musculatura responsáveis pela mastigação e todos os tecidos dessas regiões.

Dessa forma, os bacharéis formados em Odontologia se dedicam ao estudo e, claro, ao tratamento de deformações da face e das arcadas dentárias, de problemas nas gengivas, nas bochechas e na língua e de irregularidades na mordida, na articulação da mandíbula com o crânio. Esse campo do conhecimento é fundamental para a inserção dos indivíduos na sociedade, visto que o sistema estomatognático está ligado às funções básicas do ser humano: falar e mastigar.

Como você pode notar, a área é bastante ampla — e vai muito além do arrancar dentes sem dó nem piedade como se fazia nos idos do século XVI (ainda bem!). E, para que esses e muitos outros assuntos sejam contemplados com a precisão e o detalhamento necessários, o curso deve ser supercompleto.

O curso de Odontologia da Estácio tem duração de 4 anos e está disponível apenas na modalidade presencial, dada a necessidade da presença do aluno nas vivências de sala de aula, principalmente nas práticas em laboratório. Além disso, essa graduação exige bastante dedicação dos alunos, o que faz com que a carga horária seja densa.

A graduação está estruturada para desenvolver as habilidades de diagnóstico, planejamento e execução dos tratamentos odontológicos. De maneira mais pontual, o curso prepara os alunos para atuarem na promoção, manutenção, prevenção e recuperação da saúde bucal, sempre pautados pelos princípios éticos e de segurança.

O que você vai aprender no curso

Além de aprender as questões básicas de anatomia e fisiologia do sistema estomatognático, compreendendo as causas dos seus distúrbios e deformações, o aluno desenvolve durante o curso suas habilidades para solucionar esses problemas de ordem estética e funcional. Ou seja, o estudante de Odontologia aprende a aperfeiçoar sua capacidade técnica e científica, dada a natureza de pesquisa, investigação e diagnóstico da área da saúde.

No entanto, os dentistas formados saem do curso cientes da sua realidade social, com seu pensamento crítico desenvolvido e tendo atitudes éticas e políticas diante das necessidades da população. Sendo assim, os alunos aprendem a atender as diversas demandas dos variados extratos sociais, com ações baseadas em evidências científicas e sempre em busca da construção do bem-estar e da saúde coletiva.

Ao longo da graduação de Odontologia, os estudantes são capacitados a realizar tratamentos estéticos e, claro, fazer intervenções que se relacionam à saúde bucal do indivíduo. O recém-formado tem aptidão para identificar doenças e irregularidades por meio de exames clínicos, laboratoriais e radiográficos e, a partir do seu diagnóstico, o dentista propõe o tratamento mais adequado para o caso.

Esmiuçando todas as atividades de um dentista, durante o curso o aluno aprende a limpar, extrair e restaurar dentes, projetar e instalar próteses dentárias, realizar cirurgias e anestesias locais, além de tratar das doenças da gengiva, da língua e das bochechas.

Além disso, os alunos da Estácio contam com uma disciplina de Planejamento de Carreira e Sucesso Profissional ainda no 1° período para que consigam estabelecer seus planos e fazer a gestão de carreira para obter êxito na profissão. Bacana, não é mesmo? Assim, o aluno pode direcionar seus estudos e buscar estágios na sua área de interesse desde o início do curso.

Além dessa disciplina, confira as outras que compõem a grade curricular do curso de Odontologia da Estácio:

  • Anatomia Dentária e Escultura;
  • Anatomia dos Sistemas Orgânicos;
  • Bases de Biologia Celular e Genética;
  • Formação Profissional em Odontologia;
  • Histologia e Embriologia;
  • Anatomia de Cabeça e Pescoço;
  • Ética na Saúde;
  • Fisiologia Humana;
  • Histologia e Embriologia Oral;
  • Microbiologia e Imunologia;
  • Estomatologia;
  • Farmacologia Básica;
  • Microbiologia Oral;
  • Patologia Oral;
  • Radiologia Odontológica e Imaginologia;
  • Relacionamento e Comunicação em Saúde;
  • Saúde Bucal e Sociedade;
  • Anestesiologia e Terapêutica;
  • Materiais Dentários;
  • Políticas e Estratégias em Saúde;
  • Cirurgia e Traumatologia;
  • Clínica Odontológica;
  • Metodologia Científica;
  • Prótese Dentária Fixa;
  • Implantodontia;
  • Ortodontia;
  • Prótese Dentária Removível;
  • Clínica Odontológica Infantil;
  • Comunicação Comunitária e Terceiro Setor;
  • Introdução à Administração;
  • Mediação de Conflitos;
  • Gerência de Projetos;
  • Gestão de Micro e Pequenas Empresas;
  • Odontologia Legal;
  • Psicologia e Pessoas com Necessidades Especiais.

Essas são só algumas das disciplinas contempladas no curso. Como você pôde perceber, no decorrer de toda a graduação o aluno tem acesso a um conteúdo que o prepara para entrar no mercado de trabalho, sem dificuldades. Inclusive, ele também tem noções para administrar sua própria clínica, caso esse seja o seu objetivo.

O perfil dos alunos e dos profissionais da área

Uma vez que a Odontologia é uma área da saúde, o perfil de quem escolhe esse curso é muito parecido com o das pessoas que estão ligadas à assistência de pacientes. Isso significa que, além de gostar da parte técnica desse ramo do conhecimento, é essencial que o futuro dentista seja um humanista, ou seja, que goste de cuidar dos outros.

Assim, o profissional deve ter paciência e sensibilidade para lidar com situações de dor e sofrimento. Além disso, é absolutamente necessário se despir de preconceitos, já que todas as pessoas que passarão pela sua cadeira têm a sua história e, portanto, suas particularidades de saúde bucal.

Ou seja, o dentista precisa saber lidar com as diferenças de seus pacientes, visto que vai atender crianças, idosos e pessoas com deficiência (PCDs). Além disso, tanto o estudante quanto o profissional atuante no mercado devem ser dinâmicos e curiosos, buscando a qualificação contínua, afinal, essa é uma área que está constantemente atualizando procedimentos por meio da tecnologia.

Para completar, é desejável que o candidato tenha destreza e habilidades manuais de coordenação fina, já que os instrumentos dentários e cirúrgicos exigem firmeza na motricidade.

Como está o mercado de trabalho de Odontologia?

No início do artigo mencionamos que o Brasil é o país com maior número de dentistas do mundo, mas isso não significa — de maneira alguma — que o mercado está saturado. Muito pelo contrário: o mercado é amplo e oferece diversas oportunidades, muitas das quais ainda pouco exploradas pelos profissionais.

Como o profissional realiza pesquisas na busca de soluções para os problemas relacionados à saúde bucal de pessoas de todas as faixas etárias, essa é uma área bastante valorizada pela sociedade e pelo mercado. Mais do que isso, é um setor com alta demanda, pois os dentistas atuam diretamente com a assistência básica da saúde.

Ainda mais para aqueles que buscam atualizar seu conhecimento, fazendo cursos de especialização e pós-graduações, como mestrado e doutorado. Você pode ter uma noção de como anda o mercado de trabalho e, até mesmo, escolher a região e a especialização de acordo com a quantidade geral de profissionais e entidades ativas, divulgada pelo Conselho Federal de Odontologia (CFO).

Para ter uma ideia das diversas possibilidades que o aguardam, confira abaixo as especialidades e as carreiras que você pode seguir ao cursar Odontologia.

As especialidades dentro da área

Como você viu até aqui, o curso de Odontologia é bastante amplo e abrange conteúdos muito complexos. Por isso, ele é dividido em especialidades, para que os profissionais possam aprofundar seus conhecimentos. Veja a seguir algumas delas:

  • Clínica Geral — limpeza, restauração e extração de dentes, implantação de próteses;
  • Dentística Restauradora — restabelecimento da forma dos dentes, bem como da sua função e a da arcada dentária, clareamento dos dentes e primazia pela estética do sorriso;
  • Endodontia — tratamento das alterações e das lesões nos nervos e na raiz dos dentes (conhecido como tratamento de canal);
  • Estomatologia — diagnóstico e tratamento de irregularidades do sistema estomatognático;
  • Implantodontia — implantação de próteses e pinos dentários;
  • Odontologia do Esporte — tratamento e manutenção da saúde bucal dos atletas para que eles tenham melhor rendimento físico;
  • Odontogeriatria — cuidado com a saúde bucal de idosos;
  • Odontopediatria — cuidado com a saúde bucal de crianças;
  • Odontologia para Pacientes Especiais — atendimento diferenciado para PCDs, para pessoas que estejam em situação de risco, que apresentem patologias físicas ou psicológicas;
  • Odontologia Legal — exame e perícia judicial, identificação de cadáveres por meio da arcada dentária, elaboração de laudos e atuação em balística forense;
  • Odontologia do Trabalho — prevenir, diagnosticar e tratar doenças bucais causadas pela atividade laboral, além de fazer melhorias para a produtividade no ambiente de trabalho;
  • Ortodontia — aplicação de aparelhos ortodônticos para alterar a mordedura e corrigir a posição dos dentes;
  • Patologia Bucal — realização de exames laboratoriais para identificar doenças;
  • Periodontia — tratamento das inflamações e das infecções das gengivas e dos ossos que sustentam os dentes, remoção de placas bacterianas por meio de raspagens e cirurgias;
  • Prótese Dentária — projeção e confecção de próteses dentárias para substituir dentes danificados;
  • Traumatologia e Cirurgia Bucomaxilofacial — diagnóstico e tratamento de traumatismos e anomalias de todo o sistema estomatognático por meio de cirurgias, transplantes, implantes e enxertos para recuperar as funcionalidades do sistema.

As carreiras que você pode seguir

Não são poucas as possibilidades de atuação do dentista, não é mesmo? Dependendo da área com a qual mais se identificar, você pode seguir carreira nos seguintes campos:

CARREIRAS DA SAÚDEPowered by Rock Convert
  • consultório ou clínica própria;
  • consultório ou clínica particular montado com a parceira de colegas ou, ainda, vinculado aos convênios odontológicos;
  • hospitais particulares;
  • setor público — hospitais, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), Unidades Básicas de Saúde (UBS), programas na Estratégia Saúde da Família (ESF);
  • universidades públicas e particulares — professor e pesquisador, depois de ter cursado mestrado e/ou doutorado;
  • escolas e empresas — participação em programas para a promoção da saúde bucal.

Agora, você pode estar se perguntando o que é mais vantajoso: abrir um consultório próprio ou trabalhar nos demais campos disponíveis? Na verdade, ambas as possibilidades oferecem múltiplos benefícios — como também têm seus ônus.

Tudo vai depender do seu perfil e das suas ambições, além da sua capacidade de investimento financeiro. Por exemplo, se você tem um espírito empreendedor e deseja ter mais flexibilidade e autonomia na rotina da sua carreira, abrir a sua própria clínica pode ser a melhor opção.

Entretanto, é preciso ter em mente que no início isso é bastante oneroso. Clínicas modernas e de qualidade dispõem de equipamentos, instrumentos e materiais de Odontologia bastante caros. Além desse investimento inicial, é preciso comprar ou alugar um espaço e, claro, remunerar os colaboradores.

Vale ressaltar que gerenciar um negócio próprio exige tempo e dedicação a atividades administrativas — ofícios que nem todo mundo realiza com facilidade e gosto. Quem estuda na Estácio não precisa se preocupar tanto com isso, já que, desde o início do curso, são ministradas disciplinas sobre gestão. No entanto, não se pode esquecer que essas questões burocráticas podem reduzir o tempo em que o profissional poderia se dedicar às suas funções de dentista.

Por outro lado, quem não tem condições de montar o consultório particular e está iniciando sua carreira pode optar por atuar em clínicas ou em qualquer outra área que apresentamos acima. Isso faz com que você aumente a sua rede de contatos profissionais e ganhe prática e experiência por poder se dedicar exclusivamente às suas atividades de dentista.

E, para quem tem paixão por estudar e vontade de transmitir seus conhecimentos para outras pessoas, a carreira nas universidades e faculdades sempre é uma ótima opção para dar continuidade ao ensino. Além disso, dependendo da instituição a que você estiver vinculado, poderá liderar ou fazer parte de projetos de pesquisa e desenvolvimento. Uma carreira e tanto!

A perspectiva salarial para os dentistas

Claro que esse ponto não poderia ficar de fora do nosso artigo, já que a remuneração é um dos fatores que muitas pessoas levam em conta na hora de escolher qual graduação fazer. Se você tem dúvidas de que um dentista ganha bem, pode se despedir delas, pois segundo a Catho, a média salarial de um profissional de Odontologia no Brasil é de R$ 3.400,39.

Entretanto, esse valor pode ser muito maior (o dobro, inclusive), dependendo da área de atuação, das especializações feitas ao longo da carreira e, até mesmo, da região em que trabalha, como divulga o portal Dissídio.

Por que fazer Odontologia na Estácio?

Existe uma série de fatores que determinam a qualificação de um profissional e, sejamos honestos, não basta apenas se formar em Odontologia para ter uma média salarial de mais de 5 mil reais, concorda? É preciso ser um profissional dedicado, além de ter um bom diploma.

Isso significa que a faculdade que você escolhe para cursar Odontologia tem um grande impacto no desenvolvimento profissional, pois é durante a graduação que você estabelece seus primeiros contatos profissionais e define as suas metas de carreira. Para escolher a faculdade certa, em primeiro lugar é preciso verificar se ela é reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Também é crucial avaliar se a sua grade curricular contempla todas as disciplinas obrigatórias, além de oferecer mais oportunidades de aprendizado ao estudante, com matérias eletivas / optativas e possibilidades de estágio. Ademais, para os cursos da área da saúde, como é o caso de Odontologia, é fundamental que a faculdade tenha laboratórios adequados para as aulas práticas.

Ainda tem dúvidas sobre se matricular no curso de Odontologia da Estácio? Então, veja a seguir as vantagens que você tem por aqui.

Ter a certeza de estudar em uma faculdade renomada

A Estácio tem quase 50 anos de história, oferecendo um ensino superior de qualidade para transformar as pessoas e a sociedade. As quase 90 unidades e os mais de 600 polos EAD distribuídos pelo país contribuem para formar cidadãos críticos, preparados para o mercado de trabalho e participantes do desenvolvimento socioeconômico nacional.

Nossos cursos de graduação, pós-graduação e tecnólogo são aprovados e bem-conceituados pelo MEC e, recentemente, contamos com o Ensino Médio preparatório para a universidade e profissionalizante para o mercado.

A sua dúvida é sobre escolher entre uma instituição pública ou uma privada? Pois saiba que, entre as muitas vantagens da faculdade particular, está a infraestrutura — com salas de aula, laboratórios e espaços comunitários modernos e equipados —, um corpo docente qualificado e uma grade curricular alinhada às demandas do mercado. Isso aumenta as conexões profissionais e facilita a entrada dos recém-formados no mercado de trabalho.

Já mencionamos que as aulas práticas em laboratórios com equipamentos adequados são imprescindíveis para o curso de Odontologia, lembra? Esse critério definitivamente deve ser levado em conta na hora de escolher a faculdade.

Contar com programas que ajudam em sua carreira

Quem tem amigos tem tudo, concorda? Aqui na Estácio é assim, e a rede de contatos que se forma no decorrer dos cursos se estende para além da formação. Quando falamos que o nosso foco é o aluno e que preparamos nossos discentes para o mercado de trabalho, não estamos brincando.

O nosso Portal de Vagas disponibiliza milhares de oportunidades de estágio e emprego para os alunos e os ex-alunos da Estácio. São mais de 30 mil empresas cadastradas, oferecendo excelentes vagas para que você ganhe experiência e impulsione a sua carreira. Incrível, não é mesmo?

Ter a possibilidade de realizar um intercâmbio

Sabemos que uma experiência no exterior impacta estrondosamente a vida profissional de qualquer pessoa, em qualquer área do conhecimento. Por isso, temos uma parceria com diversas instituições internacionais localizadas em países como Argentina, Uruguai, Chile, Espanha, Portugal, EUA, Holanda e Reino Unido para que nossos alunos usufruam dos benefícios de estudar fora.

O nosso programa de intercâmbio possibilita que os alunos estudem de 6 meses a 1 ano nessas instituições, enriquecendo seus currículos, adquirindo experiências profissionais, dominando outro idioma e tendo contato com outra cultura. Tudo isso contribui para o processo de autoconhecimento, independência e crescimento pessoal. 

Poder escolher entre vários programas de financiamento

Uma das preocupações dos estudantes em relação às faculdades particulares é se serão capazes de custear a sua formação. No entanto, isso não é mais um problema indissolúvel, pois as possibilidades de financiamento estudantil permitem que o aluno entre e permaneça no curso e se forme com tranquilidade.

Os programas Prouni, FIES e PRAVALER aproximam os estudantes do ensino superior, melhorando as condições de pagamento e dando oportunidades de parcelamento para quem tem o sonho de se graduar, mas não pode comprometer o seu orçamento familiar. Verifique se você se encaixa nos perfis dos programas e veja como ficou fácil ter um diploma de curso superior!

Nosso artigo já trouxe bastantes esclarecimentos sobre a profissão de dentista, não é mesmo? Ah! É importante destacar que, independentemente da área de atuação que você escolher e da carreira que você quiser seguir, é necessário ter o registro no Conselho Regional de Odontologia (CRO) da sua região.

Sem ele, você simplesmente não pode exercer suas funções com tranquilidade. Portanto, o registro deve ser feito tão logo você conclua a graduação.

Como você pôde perceber, o curso de Odontologia é um dos que oferece mais oportunidades no país, visto que a demanda por serviços básicos de saúde e bem-estar é alto na população brasileira. A graduação na Estácio é voltada para aqueles que têm paixão em transformar a vida das pessoas e para quem deseja sair da faculdade com excelentes possibilidades de entrar no mercado de trabalho e trilhar uma carreira de sucesso. 

Já está superdecidido que quer ser um dentista e ficou interessado em todos os benefícios que você encontra na Estácio? Então, não perca mais tempo e inscreva-se já no nosso curso! Esperamos por você aqui!

Você também pode gostar