Não passei no Enem, e agora? Saiba o que fazer após o resultado da prova

não passei no enem
6 minutos para ler

A primeira coisa que você precisa fazer nesse caso é parar de se culpar. O sentimento de culpa e o desespero não vão ajudar em nada, além de aumentar a frustração nessas horas difíceis. Saiba que você não está sozinho no bloco do “não passei no Enem”. Muita gente também ficou de fora e precisará ter paciência enquanto aguarda por uma nova oportunidade para investir na carreira profissional.

Isso não quer dizer que se tratam de pessoas menos competentes ou menos habilidosas. Pelo contrário: às vezes, o estudante está preparadíssimo para o exame, mas acaba tendo um baixo rendimento por conta de fatores psicológicos — o que é plenamente justificável, tendo em vista a extensão da prova e as cobranças que fazemos a nós mesmos.

Portanto, comece mentalizando que a sua nota do Enem jamais definirá a sua identidade ou inteligência. Essa pontuação é apenas um indicativo de que você está preparado para dar início à graduação. Por outro lado, se esse momento ainda não chegou, existe uma série de coisas que podem ajudar na espera. Quer saber quais? Continue a leitura e descubra o que fazer após o resultado da prova!

O que fazer em caso de baixo desempenho no Enem?

Usar a nota em uma faculdade privada

Se você não adquiriu a pontuação que esperava, saiba que nem tudo está perdido. Afinal, o seu desempenho no Enem pode ser utilizado para substituir o vestibular em instituições privadas. Na Estácio, por exemplo, além da garantia de bolsa de 50% durante todo o curso, você aumenta ainda mais esse benefício trazendo sua nota do Enem.

Assim, não é preciso adiar o sonho de fazer um curso superior em uma instituição de qualidade. Além disso, com as condições facilitadas e diversas modalidades disponíveis, você estuda no seu tempo e com a flexibilidade ideal para conciliar a faculdade com as outras demandas da sua rotina.

Procurar um emprego temporário

Não passou no Enem, mas não quer ficar parado? Nesse caso, conseguir um emprego temporário pode ser a melhor solução para o seu caso. Pense nas possibilidades que têm mais a ver com a carreira que você pretende seguir. Assim, com certeza valerá a pena estagiar na área enquanto se prepara para a próxima edição do exame. Isso sem falar que, com uma rotina de trabalho, dá para ir pouco a pouco se acostumando com as novas responsabilidades do seu futuro profissional. Outra ótima sugestão é começar a ouvir podcasts para orientar a carreira.

Aproveite o tempo para analisar como anda o mercado de trabalho, converse com profissionais mais experientes e procure entender como é o dia a dia das profissões do seu interesse. Além de ter um salário fixo no final do mês, você estará investindo na sua própria formação e adquirindo experiência para enfrentar outros processos seletivos mais adiante.

Fazer um curso de aperfeiçoamento

Se o seu rendimento na prova foi muito abaixo do esperado, considere se matricular em um cursinho pré-vestibular ou mesmo fazer aulas de reforço daquelas matérias com as quais você tem mais dificuldade. Sem dúvida, essa é uma das maneiras mais inteligente de usufruir do seu tempo livre até a data do novo exame.

Planilha de gastosPowered by Rock Convert

Isso porque investir em conhecimento nunca é demais. Mesmo que você decida fazer um vestibular em uma instituição privada em vez de aguardar o próximo Enem, o aprendizado adquirido nos cursos complementares jamais será perdido. Mas lembre-se: é preciso encarar as aulas com seriedade e comprometimento para alcançar os melhores resultados.

Ler mais e treinar habilidades

Eis uma dica valiosa para quem não passou no Enem e precisa dar aquele up na autoestima: leia bastante! Livros literários, sites de notícia, revistas, quadrinhos… Tudo o que for do seu interesse é válido para estimular o hábito de leitura e treinar seu vocabulário e habilidades de interpretação.

Isso é extremamente útil não só para seu próprio desenvolvimento intelectual, mas também porque ajuda a ter melhor desenvoltura nas provas futuras. Afinal, muita gente erra questões do Enem não por falta de conhecimento na matéria, mas sim por não saber interpretar corretamente os enunciados.

Como utilizar a nota do Enem?

Se a sua nota do Enem não foi suficiente para a instituição que você estava priorizando, considere outras alternativas para utilizar a pontuação a seu favor. Você pode, por exemplo, procurar por instituições que convertem notas em porcentagem de bolsas ou fazer um vestibular em uma faculdade privada.

O Programa Universidade para Todos (Prouni) é atualmente a forma mais conhecida para ganhar uma bolsa de estudos com a nota do Enem. No entanto, a pontuação mínima exigida é de 450 pontos, além disso, o aluno não pode ter zerado a redação. Com esse total de pontos, é possível ingressar com bolsas em uma série de cursos oferecidos por instituições reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC), incluindo bacharelados, licenciaturas, tecnólogos e faculdade a distância.

Como vimos no início do post, outra possibilidade é garantir o acesso direto a uma universidade privada a partir da sua nota do Enem, ou seja, sem precisar fazer um novo vestibular. Nesse caso, os estudantes precisam consultar os editais em questão, apresentar a comprovação da nota e fazer a matrícula no curso de interesse. Mas atenção: as regras do processo seletivo e as notas exigidas para ingresso variam conforme as instituições.

Portanto, é importantíssimo consultar o edital. Não se esqueça também de que é imprescindível pesquisar o histórico da faculdade para ter a garantia de um diploma valorizado no mercado. Afinal, não dá para jogar dinheiro fora, certo? Estamos falando do seu futuro profissional e, nesse sentido, contar com uma faculdade reconhecida é o primeiro passo para uma trajetória de sucesso.

Então, se você está se perguntando “não passei no Enem, e agora?”, saiba que é só pensar com otimismo que não vai ser difícil enxergar novas possibilidades no seu caminho. Como dissemos, a nota do Enem não define quem você é. Além disso, cada pessoa aprende de um jeito e em um tempo característico.

Falando nisso, aproveite e leia também nosso post sobre os tipos de aprendizagem e veja qual deles tem mais a ver com sua personalidade!

enemPowered by Rock Convert
Você também pode gostar