6 filmes sobre transtornos psiquiátricos para quem tem interesse na área

Transtornos psiquiátricos
6 minutos para ler

Um dos assuntos que mais despertam o interesse de quem pensa em cursar Medicina e atuar na área da saúde mental são os transtornos psiquiátricos (também chamados de transtornos mentais). Isso porque eles raramente têm origem específica e se manifestam a partir de uma combinação de maior ou menor grau entre fatores cognitivos, psicoemocionais, genéticos e orgânicos.

Não é à toa que quem planeja se tornar um psiquiatra já começa a se aprofundar no assunto desde cedo. Além de livros e de conteúdos didáticos, há também produções audiovisuais que retratam esses transtornos e seus efeitos na vida das pessoas.

Foi pensando nisso que listamos seis filmes que vão proporcionar esse contato com o assunto e, de quebra, ajudar no seu aprendizado. Anote as dicas!

1. Uma Mente Brilhante

Baseado na história de vida de John Nash, “Uma Mente Brilhante” mostra a trajetória desse matemático no ambiente acadêmico, quando começam a acontecer fatos que o levam a duvidar da própria sanidade. A partir disso, ele passa a questionar a continuidade da carreira, da vida amorosa e dos planos para o futuro.

Bastante tocante, essa é uma história que mostra Nash nos anos 1950, quando descobriu ter esquizofrenia. A partir disso, acompanhamos a evolução do transtorno, a experiência dos sintomas e o aprendizado que ele teve para superar todas as dificuldades.

Para completar, vemos como a Psiquiatria, mesmo não sendo tão avançada naquela época, contribui para reduzir os efeitos desse problema de saúde mental, permitindo a Nash mostrar que era capaz de deixar sua marca no mundo.

Onde você pode assistir: Prime Video.

2. Clube da Luta

Em “Clube da Luta“, somos levados para a rotina de Jack, um profissional que visualmente está bem, mas, na verdade, dá diversos sinais de cansaço físico, incapacidade de dormir, desinteresse pela vida, fadiga mental e muito mais.

Porém, tudo parece mudar quando ele conhece um homem chamado Tyler que o leva a criar um clube de lutas responsável por proporcionar uma série de vivências surreais. A questão é saber até que ponto tudo aquilo é realmente o que parece ser.

Esse é um longa-metragem que traz à tona não só um, mas três transtornos psiquiátricos: o de insônia, o de depressão e o dissociativo. No decorrer da narrativa, vemos como é bastante comum que haja quadros de comorbidade — isto é, o aparecimento e o desenvolvimento de vários problemas de saúde ao mesmo tempo —, e como eles afetam o psicológico das pessoas.

Onde você pode assistir: Prime Video.

3. Fragmentado

Em “Fragmentado“, conhecemos Kevin, um homem que apresenta 23 personalidades repletas de diferenças e particularidades entre si. No decorrer da história, conhecemos algumas delas e descobrimos como uma parte dessas personalidades está envolvida no sequestro de três garotas para fins desconhecidos.

É um filme muito intrigante, que aborda um dos transtornos mentais mais raros quando se debate sobre Psiquiatria e Psicologia: o transtorno dissociativo de identidade. Trata-se dessa existência múltipla em um só corpo, que leva um indivíduo a ter comportamentos, emoções, pensamentos distintos e até mesmo conflitantes.

Onde você pode assistir: Netflix.

4. Cisne Negro

Cisne Negro”, por sua vez, narra a vida de Nina, que está focada em se tornar uma grande dançarina profissional. No entanto, ela se vê diante de uma série de dificuldades no emprego e com a concorrência de uma bailarina que se destaca em tudo o que faz. Decidida a ter sucesso, as coisas começam a sair do controle, com realidade e fantasia se misturando.

Assim como a nossa primeira indicação, aqui você também confere uma personagem que tem esquizofrenia — e que, além disso, sofre com um comportamento autolesivo. Porém, o grande diferencial mostrado neste filme é o impacto da falta de apoio familiar, de amigos e de colegas em alguém que tem esse problema.

Isso sem mencionar como o isolamento social, a vivência de um ambiente tóxico de trabalho e o baixo conhecimento sobre saúde mental podem comprometer a recuperação psicológica e a qualidade de vida das pessoas.

Onde você pode assistir: Telecine.

5. Se Enlouquecer, Não se Apaixone

Em “Se Enlouquecer, Não se Apaixone”, acompanhamos Craig, um adolescente que, diante de episódios problemáticos na rotina, passa a ter pensamentos suicidas. Para evitar que algo grave aconteça, ele se interna voluntariamente em um hospital psiquiátrico e começa, ao lado de outros pacientes, a redescobrir o prazer de viver e, inclusive, de se apaixonar.

Esse é um filme que, ao contrário dos demais, não foca um transtorno específico, mas um sintoma comum a muitos dos problemas mentais: a ideação suicida (e, em grau mais grave, a tentativa em si).

A partir daí, ele explora como a socialização com outras pessoas que também lidam com transtornos psiquiátricos é benéfica para o autoconhecimento, a quebra de preconceitos e, em especial, a melhora do bem-estar psicológico.

Onde você pode assistir: Netflix.

6. As Vantagens de Ser Invisível

Nossa última sugestão é “As Vantagens de Ser Invisível”. Essa obra traz o jovem Charlie que lida com depressão e estresse pós-traumático por algo que ele não recorda. Tudo isso acaba afetando não só a qualidade de vida do rapaz, mas também a capacidade de socializar com colegas do colégio. Porém, tudo muda quando ele conhece dois irmãos que mostram a ele como a amizade pode ser transformadora.

O filme traz uma abordagem muito delicada de ambos os problemas, mostrando como é o dia a dia de quem os têm. Além disso, revela como muitos dos sinais dos transtornos psiquiátricos, especialmente aqueles mais sutis, podem passar despercebidos pelos familiares.

Onde você pode assistir: Netflix e Prime Video.

Deu para notar como não faltam longas que abordam os transtornos psiquiátricos, mostram o que eles representam, buscam desmistificá-los e, em especial, esclarecem como é viver com eles, não é verdade? Por isso, vale a pena assistir às nossas indicações e até tomar algumas notas para debater futuramente com os seus professores e colegas. Sem dúvidas, isso será muito enriquecedor na sua preparação como futuro profissional de saúde mental!

E se gostou do post, assine já a nossa newsletter. Assim, você sempre fica por dentro de sugestões de obras, materiais didáticos e produções audiovisuais para complementar os seus estudos e se dar bem na faculdade!

CARREIRAS DA SAÚDE
Você também pode gostar

Deixe um comentário