Entenda como criar um plano de estudos para Medicina na prática

plano de estudos para medicina
7 minutos para ler

Seja para estudar para o vestibular, seja para ter um bom desempenho na graduação, a organização vai ser a chave principal para alcançar os seus objetivos. Para isso, saiba que ter um plano de estudos para Medicina é uma das ferramentas mais eficazes e indispensáveis.

Muitas pessoas sabem onde querem chegar e o que precisam fazer para conquistar os seus sonhos. No entanto, não conseguem organizar as ideias em um planejamento prático e eficiente, que ajude a tirar os planos do papel definitivamente.

É por isso que, neste post, reunimos algumas dicas de estudo para que você consiga criar uma rotina que contribua para o seu aprendizado, de uma maneira saudável. Acompanhe para saber mais! 

Qual a importância de criar um plano de estudos?

Uma das reclamações dos alunos de Medicina, tanto da graduação quanto do pré-vestibular, é a de falta de tempo. Afinal, são tantas horas dedicadas aos estudos que restam poucos momentos para fazer outras atividades.

Na verdade, isso ocorre por falta de planejamento, gestão de tempo, disciplina e equilíbrio. É por isso que apostar em ferramentas que ajudam na sua organização é essencial — e esse é o caso do cronograma de estudo.

O plano de estudos será como o seu guia para saber quais são os conteúdos já estudados, o que ainda precisa ser visto e quais temas precisam de reforço ou revisão. Em outras palavras, ele permite que você estude de maneira eficiente, sem perder tempo com atividades que não geram tanto rendimento, nem ajudam a aumentar o seu desempenho.

Isso é feito ao organizar os tópicos e matérias de acordo com os dias e horários que você tem disponíveis. A ideia é distribuir entre os períodos de estudo todos os conteúdos que precisam ser aprendidos, sem que isso sobrecarregue a sua mente.

Montar um cronograma também é essencial para que você crie uma rotina de estudo. Isso vai ajudar a evitar a procrastinação e aumentar a concentração nos momentos que pedem pela sua dedicação. Assim, ainda sobra tempo para outras atividades e para cuidar de si mesmo. 

Como criar um plano de estudos para Medicina?

Então, o que fazer, de fato, para estabelecer os horários de estudo, com as determinadas disciplinas que precisam ser aprendidas? A seguir, confira dicas fundamentais para elaborar um plano de estudos eficiente!

Determine o tempo disponível para estudar

A primeira coisa a fazer é saber quantas horas livres você tem no dia para se dedicar exclusivamente aos estudos. É a partir disso que o seu cronograma começa a ser montado.

Vale a pena também considerar o horário que você acha que rende mais nos estudos. Assim, a produtividade aumenta e as horas dedicadas ao aprendizado serão muito mais benéficas para a absorção do conteúdo.

Seja rígido consigo mesmo no respeito a esse tempo de estudo

Definido os horários de estudo, é necessário fazer o máximo possível para respeitá-lo. Geralmente, a dificuldade dos alunos não é a de criar um cronograma, mas de segui-lo corretamente.

Por isso, evite abrir brechas para adiar um horário ou pular um período reservado para estudar uma matéria. Perceba que a procrastinação ou a fuga do problema são apenas mecanismos de autossabotagem que podem afastar você do seu objetivo inicial.

Desse modo, tente criar uma rotina saudável, que permita cumprir todos os horários determinados com disciplina. Nos dias que sentir mais dificuldade em seguir o cronograma, tente fazer um incentivo para terminar a tarefa, como se permitir jogar por algumas horas, maratonar uma série ou dar um passeio com os amigos.

Estabeleça o conteúdo programático que precisa ser estudado

De nada adianta reservar um horário diário para estudar se você não sabe o que precisa ser visto, não é mesmo? Portanto, junto com as horas destinadas para o estudo, defina também as disciplinas que serão aprendidas nesses momentos.

Ter um conteúdo programático, com todos os assuntos necessários para estudo é fundamental. Além disso, tente intercalar o aprendizado entre disciplinas de diferentes eixos, pois assim é possível absorver melhor o conteúdo, sem se sobrecarregar por ver sempre o mesmo tema.

Faça uma autoavaliação

É interessante fazer um controle da eficácia desse plano de estudos. Uma dica para isso é fazer anotações sobre como foi o seu desempenho no dia. Para isso, utilizar ferramentas, como uma agenda ou um planner, vai facilitar bastante o seu dia a dia e a sua organização.

Uma vez por semana, verifique as anotações realizadas e veja quais são os pontos fortes, que devem ser mantidos, e os aspectos mais fracos, que ainda precisam de uma melhoria. O mesmo vale para as disciplinas que você tem mais facilidade, assim, é possível dedicar menos horas para elas e se aplicar mais para aprender os temas que não são tão intuitivos.

Quais erros devem ser evitados ao criar o plano de estudos?

Para criar um plano de estudos que realmente esteja de acordo com a sua rotina e que favoreça o seu aprendizado, é necessário evitar alguns erros. A seguir, veja exemplos do que não fazer!

Não priorizar as matérias

Disciplinas que têm um maior peso, matérias cujas provas estão mais próximas e temas que você sente mais dificuldade de aprender devem ser priorizados no seu plano de estudos. Isso implica dedicar mais horas para eles, porém, sem deixar de lado os outros assuntos.

Não ter disciplina para seguir o cronograma

A falta de disciplina é um dos erros que mais afastam você dos seus objetivos. Afinal, é preciso se lembrar que um hábito não é construído do dia para a noite e isso vale também para os seus estudos.

Até que o seu cérebro consiga entender que determinados períodos são reservados exclusivamente para estudar e que a concentração vai ajudar a evitar frustrações, melhorar o aprendizado e reduzir as horas dedicadas, leva um tempo.

Por isso, seguir a rotina de estudos com disciplina é o mais indicado para desenvolver o hábito de estudar e conseguir aprender uma grande quantidade de conteúdos, como é o caso do pré-vestibular e da graduação em Medicina.

Criar uma rotina mais pesada do que se consegue aguentar

Apesar de a disciplina ser crucial, é importante saber os seus limites. Ao definir uma rotina mais pesada do que o seu corpo e a sua mente suportam, você só vai ter consequências negativas e estresse nos estudos. Por isso, aprenda a pegar leve com você mesmo.

Sendo assim, identifique os dias que você se sente mais cansado durante a semana e abra um espaço no seu cronograma para descansar nesses momentos. Observe também se está sentindo muito sono ao longo do dia e faça ajustes no seu plano de estudos para reduzir esses problemas.

Como visto, ter um plano de estudos para Medicina é fundamental para se organizar de uma maneira saudável, priorizando a disciplina, mas evitando o excesso de autocobrança. Portanto, coloque essas dicas em prática e perceba os impactos positivos no seu dia a dia e bem-estar.

Gostou dessas dicas para estudar Medicina? Que tal agora conhecer um lugar para ter um ensino de qualidade? Entre em contato conosco e saiba mais sobre a Estácio!

CARREIRAS DA SAÚDE
Você também pode gostar

Deixe um comentário