Como um grupo de estudos no WhatsApp pode dar certo?

grupo de estudos no whatsapp
7 minutos para ler

A tecnologia oferece inúmeras oportunidades para o nosso dia a dia, facilitando atividades que até então demandavam maior esforço. Os aplicativos para smartphones são grandes exemplos disso, inclusive para facilitar a vida acadêmica. Neste post, vamos falar sobre montar um grupo de estudos no WhatsApp.

A ferramenta já conta com mais de 2 bilhões de usuários no mundo inteiro, sendo o app de troca de mensagens mais usado no Brasil. Logo, nada melhor do que aproveitar esse recurso de forma útil na rotina de estudos, não é mesmo? Acompanhe a leitura para conferir as nossas dicas de como fazer o seu grupo dar certo!

O uso da tecnologia para os estudos

Por muito tempo, a tecnologia foi considerada uma espécie de vilã para os estudos. Os dispositivos eletrônicos e principalmente a internet eram vistos como fontes de distração, que acabariam prejudicando o rendimento dos estudantes. Muitas escolas proibiam o acesso a equipamentos, até que perceberam que as ferramentas tecnológicas poderiam contribuir para o processo de aprendizado.

É claro que é preciso definir limites para que isso funcione da melhor forma possível, porque realmente existe a chance de atrapalhar a atenção dos alunos. Porém, também não há motivos para deixar de aproveitar os benefícios, o que pode ser feito de diferentes formas.

As próprias instituições de ensino já têm buscado a integração tecnológica para deixar a educação mais dinâmica, interativa e atraente. Por sua vez, os estudantes podem escolher os recursos que vão ajudá-los a ser mais produtivos. Existem apps que servem para montar cronogramas de estudos, gerenciar tarefas, oferecer conteúdos especializados, disponibilizar exercícios, entre várias outras funcionalidades.

As 5 dicas para conseguir montar um grupo de estudos WhatsApp

É difícil negar que a maioria das pessoas está sempre conectada e que o mundo virtual já dominou grande parte das nossas vidas. Os números do WhatsApp comprovam que esse é um dos meios de comunicação mais usados no mundo.

Trocamos o hábito de enviar correspondência pela ligação telefônica e, hoje, já é cada vez menos comum ligar para alguém — na verdade, o aplicativo reúne diversas funções: chamadas de voz e vídeo, mensagens de texto, envio de áudio e arquivos multimídia. Pessoas de várias idades e gerações se adaptaram a essa realidade.

Como a troca é importante no contexto do estudo, manter o contato com outras pessoas de uma forma prática é mesmo uma ótima ideia. Antigamente, para ter um grupo de estudos era preciso marcar encontros presenciais e, agora, não precisamos mais disso. O WhatsApp facilita todo esse processo a distância e separamos algumas dicas para quem quer saber como aproveitar essa oportunidade.

1. Ser criterioso na escolha dos integrantes

Como já falamos, as facilidades devem ser utilizadas com muita consciência e ponderação. Adicionar um monte de pessoas em um grupo do WhatsApp é muito simples e leva poucos segundos. Contudo, se o objetivo é focar nos estudos, o ideal é ser criterioso na hora de escolher os participantes para não virar uma bagunça, considerando ainda que a permissão para o contato é fundamental.

Pense em colegas que tenham uma postura semelhante a sua como estudante e que compartilhem os mesmos interesses. Caso contrário, você corre o risco de ter um grupo ineficiente e ainda ter que lidar com problemas de relacionamento interpessoal. Portanto, procure limitar o número de integrantes da equipe e tenha certo cuidado com a sua composição.

2. Estabelecer regras

A primeira tarefa depois de selecionar as pessoas e criar o grupo no aplicativo é estabelecer quais serão as suas regras. Postergar essa etapa é capaz de colocar em risco tanto a eficácia do grupo de estudos quanto a amizade dos participantes.

Então, para evitar qualquer mal-entendido e possíveis conflitos, é melhor que o administrador esclareça quais são as diretrizes de funcionamento. Essa decisão pode até ser tomada em conjunto, mas é imprescindível que seja comunicada com clareza a todos.

O que isso quer dizer na prática? Vocês precisam definir o que será permitido ou não na troca de mensagens para manter o mínimo de organização. Por exemplo, as brincadeiras e memes podem ficar de fora, já que o foco não é esse e outros grupos cumprem a função do entretenimento. Assuntos pessoais ou aleatórios também podem ser deixados para outra ocasião, inclusive para não lotar o arquivo e dificultar que você encontre um tópico importante quando precisar.

Ao decidirem todas as regras, informe a todos e firmem o combinado de não permitir que elas sejam descumpridas. Se alguém furar o pacto, outro integrante deve sinalizar o ocorrido ou até expulsar a pessoa se o comportamento persistir. É aquela velha história de que o combinado não sai caro, certo?

3. Não compartilhar notícias falsas

Verificar todas as informações compartilhadas é outro ponto essencial para manter a credibilidade do grupo. Em tempos de fake news, é arriscado divulgar notícias que não sabemos a procedência e comprometer o aprendizado de outras pessoas que vão acreditar naquilo.

4. Exercitar a cooperação

A intenção de montar um grupo de estudos no WhatsApp ou com encontros físicos é poder contar com a ajuda de outras pessoas. No entanto, não se esqueça de que elas também contam com você e que você deve se disponibilizar a ajudá-las quando puder.

Ou seja, manter uma postura unilateral (só para receber ajuda) nessa circunstância não é uma atitude bacana. Por isso, vale ficar atento em quem só visualiza as mensagens e aproveita os benefícios do grupo, sem se preocupar em tirar uma dúvida ou contribuir de alguma forma.

A ocasião demanda uma postura colaborativa, em que todos ajudam e são ajudados — afinal, as facilidades, dificuldades e técnicas de estudo de cada um são diferentes. A ideia é formar um time e unir forças para que vocês vençam os desafios da vida acadêmica juntos, com o apoio um do outro.

5. Promover debates interessantes

Outra sugestão que costuma funcionar bem em grupos de WhatsApp é promover debates sobre temas relacionados aos estudos. É normal que o fluxo de mensagens fique mais lento em determinadas épocas, o que é um bom momento para discutir assuntos relevantes. Nas semanas de provas, por exemplo, as dúvidas e dicas devem predominar no histórico.

A vantagem de fazer isso pelo aplicativo é que cada um responde e dá sua opinião nos seus intervalos durante a rotina, sem ter que marcar um horário para que todos se reúnam. Com respeito, essa troca certamente será enriquecedora e vai favorecer o desenvolvimento de cada um.

Enfim, ter um grupo de estudos no WhatsApp é um grande privilégio para os estudantes, desde que esse recurso seja usado com sabedoria, mantendo sempre o foco do aprendizado compartilhado.

Agora que você já sabe como organizar o seu grupo de estudos, compartilhe este post nas suas redes sociais para passar as dicas para os seus amigos!

Você também pode gostar