Entenda por que o nível superior aumenta suas possibilidades de carreira

nível superior
7 minutos para ler

Hoje em dia, quase todas as pessoas reconhecem a importância da qualificação para construir uma carreira e crescer profissionalmente. Porém, muitos de nós ainda tem dúvidas se conquistar o nível superior é a melhor alternativa. Afinal, qual é o impacto do diploma?

A faculdade é o caminho mais seguro para construir uma carreira. Na Era Digital, o sucesso depende de como usamos a informação para resolver problemas, desenvolver produtos, prestar serviços e inovar em nossas áreas. Logo, o conhecimento é essencial.

A seguir, explicamos como o nível superior contribui para uma carreira bem-sucedida, em termos de empregabilidade, remuneração e segurança. Se você está em dúvidas sobre fazer faculdade, não deixe de conferir!

Qual a importância de ter o nível superior?

No mercado de trabalho, as empresas procuram talentos: pessoas com competências. Esses profissionais geram valor para as organizações, pois fornecem os conhecimentos, habilidades e atitudes necessários para que a estratégia de negócios dê certo, e os resultados financeiros apareçam.

Aquelas competências que são difíceis de adquirir são as mais valorizadas. Como não existem profissionais suficientes para atender à demanda, as organizações precisam abrir mão de mais para contar com esses serviços, assim como estaríamos dispostos a dar muito mais por uma garrafa d’água no deserto do que em uma cachoeira.

Taxa de desemprego

Daí que o nível médio, com mais pessoas com as mesmas competências, oferecerá menos oportunidades de emprego. A diferença é vista, por exemplo, na taxa de desocupação, popularmente conhecida como taxa de desemprego. Veja uma comparação dos números do IBGE em 2019:

  • nível fundamental — 12,3%;
  • nível médio — 12,2%;
  • nível superior — 5,6%.

Sim, o desemprego cai pela metade entre os profissionais com diploma. Essa maior estabilidade gera impactos adicionais em questões muito importantes para a carreira:

  • períodos maiores de experiência profissional no currículo;
  • tempo de empresa mais elevado, logo, mais chances de ser promovido;
  • recolhimentos previdenciários mais constantes;
  • recolhimentos também mais constantes em relação ao FGTS.

Salário e remuneração

Outra característica das profissões de nível superior é a remuneração elevada. O IBGE também apresenta dados interessantes sobre o rendimento médio das pessoas:

  • nível fundamental: R$1.450,00;
  • nível médio: R$1.752,00;
  • nível superior: R$4.925,00.

Assim, considerando que o ganho médio do brasileiro é de R$2.261,00, os profissionais de nível superior recebem mais do que o dobro da média salarial do País.

Educação continuada

O diploma, por fim, é requisito de outras oportunidades de qualificação, especialmente a pós-graduação. Em 2019, a Catho, uma das maiores empresas relacionadas à empregabilidade, divulgou pesquisa que mostra o aumento da remuneração de até 53,7% com a especialização e 47,4% com mestrados e doutorados.

Como ajuda a ter uma melhor carreira profissional?

Os reflexos da graduação na carreira não ocorrem simplesmente por causa do diploma, e sim principalmente das experiências e qualificação recebidas ao longo do curso. São elas que permitem desenvolver competências e habilidades, a fim de entregar valor para os contratantes.

Processo de formação

A primeira questão é que a formação é um processo, ou seja, está dividida em etapas que podem ser repetidas com resultados previsíveis. Durante o curso, você saberá o que estudar para exercer as atividades profissionais desejadas, principalmente quais são as competências e como desenvolvê-las.

Experiência profissional durante a graduação

Outra característica é que diversas oportunidades só podem ser aproveitadas por meio da instituição de ensino. O estágio é a principal delas, mas existem outras, como pesquisa acadêmica, monitoria e vagas de emprego para jovens talentos, que geralmente são fruto de parcerias da instituição.

quiz-descobrir-o-seu-perfil-empreendedor

Habilitação profissional

Em alguns casos, como Direito, Contabilidade, Medicina e Psicologia, é proibido exercer a profissão sem a graduação e habilitação junto ao conselho profissional. Logo, além da barreira de conhecimento, existe uma barreira jurídica que impede a carreira sem o nível superior.

Possibilidade de escolher a profissão

A faculdade é, ainda, a oportunidade de buscar uma carreira com a qual existe identificação com tarefas, nível de autonomia, horários de trabalho e significado das atividades. E gostar da área é um diferencial no longo prazo, pois para evoluir em uma carreira é preciso estar motivado para se qualificar continuamente e manter-se produtivo.

Orientação profissional

Um último ponto são as atividades voltadas para o desenvolvimento profissional. Além de possibilitar a formação de network com colegas e professores, os eventos acadêmicos reúnem pessoas de destaque no mercado, principalmente quando são chamados grandes nomes para palestras, aulas inaugurais, rodas de debate e afins.

Vale ressaltar que, na Estácio, os alunos também têm acesso à orientação profissional, por meio de consultores online, podendo tirar dúvidas sobre mercado de trabalho, processos de recrutamento e seleção de pessoas, entrevistas de emprego, currículos e demais assuntos de empregabilidade. Logo, é um benefício exclusivo com grande impacto na carreira dos estudantes.

Como entrar na faculdade?

Para que o ensino superior, de fato, contribua para com o seu futuro profissional, a escolha da faculdade será um passo importante. Você já parou para refletir sobre qual é a formação ideal para o seu perfil?

Escolha a área de atuação

Inicialmente, você deve procurar as disciplinas que fazem mais sentido com o seu momento pessoal e profissional. Algumas pessoas escolhem a graduação pela conexão com o trabalho que já realizam, enquanto outras olham para gostos e interesses pessoas.

Não há certo ou errado, mas o importante é reunir o máximo de informações para colocar na balança. Um bom caminho é pesquisar sobre as atividades profissionais de cada área. Igualmente, você pode ver a lista de matérias e o mercado de trabalho nas páginas dos cursos, a fim de entender como será a formação.

Avalie o tipo de graduação

A formação também pode apresentar diferentes características em relação ao objetivo da qualificação. Inicialmente, licenciatura e bacharelado são as opções. A primeira habilita para ser professor da rede de ensino pública e privada, enquanto a segunda para um conjunto de profissões dentro de uma área de atuação.

Ao lado dessas opções, uma alternativa bastante interessante é o tecnólogo. O curso superior de 2 anos é uma formação mais específica do que o bacharelado, podendo ser concluída mais rapidamente.

Conheça instituição de ensino

O passo seguinte é conhecer a instituição para saber se ela é capaz de entregar benefícios relacionados à qualidade do ensino e orientação para o mercado de trabalho. A estrutura, tanto física como digital, é um ponto determinante, aliado ao corpo docente e ao reconhecimento do diploma no mercado.

Por fim, temos as formas de ingresso na faculdade particular. Procure se organizar financeiramente para integrar a mensalidade ao seu orçamento, bem como opções de bolsa, desconto e crédito estudantil, caso tenha dificuldades para fazer o investimento.

Sendo assim, você dará um passo importante para construir uma carreira de sucesso, acessando as oportunidades para quem tem nível superior. Logo, tem todas as condições de conseguir uma excelente remuneração e ter mais estabilidade no emprego.

Para conhecer todas as condições e fazer a matrícula na Estácio, acesse nossa página de inscrições no vestibular online!

Você também pode gostar

Deixe um comentário