Faculdade particular: 9 benefícios que farão você optar por ela

faculdade particular: estudantes sentados em auditório de universidade
7 minutos para ler

Cursar uma faculdade particular para adquirir o diploma de nível superior tem sido a escolha de cada vez mais pessoas. Até porque uma graduação é uma das formas mais eficientes para adquirir novos conhecimentos, habilidades e, também, para aperfeiçoar a carreira profissional.

Sendo assim, as instituições privadas procuram investir os seus recursos com o objetivo de ofertar bons docentes, equipamentos de qualidade e uma infraestrutura superior à de muitas universidades públicas. Tudo isso visando proporcionar uma experiência diferenciada aos estudantes.

Para isso, separamos 9 motivos que fazem com que a escolha por uma faculdade particular seja atrativa e interessante para a sua rotina de estudos. Confira!

Afinal, por que escolher uma faculdade particular?

Hoje em dia, muitas faculdades particulares têm adquirido prestígio no mercado, destacando-se com notas altas na avaliação do Ministério da Educação (MEC). Sem contar que essas instituições geralmente ofertam uma variedade de cursos, modalidades de ensino e uma infraestrutura capaz de atender às principais necessidades dos estudantes.

Além disso, a opção pode ser uma alternativa viável para quem deseja conciliar os estudos com o trabalho ou, até mesmo, conseguir um estágio profissional em determinada área de atuação. Tudo isso contando com uma formação de qualidade e excelência.

Continue acompanhando e conheça, a seguir, 9 benefícios que esse tipo de instituição de ensino superior proporciona aos alunos. 

1. Infraestrutura de salas e laboratórios

Um dos maiores motivos que fazem com que as pessoas optem pela faculdade particular explica-se, justamente, devido à qualidade da infraestrutura oferecida. Assim, prédios, salas de aula, laboratórios, banheiros, entre outros espaços comuns, costumam ser novos e bem cuidados. Além disso, a maioria das instalações são limpas e confortáveis, atributos necessários para proporcionar uma otimização do processo de aprendizado.

De forma geral, as instituições privadas se preocupam constantemente com o aperfeiçoamento de seus espaços, oferecendo materiais e equipamentos que estimulam a melhora do desempenho dos estudantes. Com isso, agrega-se mais valor à experiência e formação acadêmica.

2. Corpo docente

As faculdades privadas recrutam seus professores considerando a sua experiência e desempenho em sala de aula. Ou seja, os profissionais devem ser bem capacitados, demonstrando que têm habilidades suficientes para oferecer uma abordagem pedagógica diferenciada e atrativa. Caso contrário, facilmente a direção da instituição pode desligá-lo do corpo docente.

Em certo sentido, isso garante que o aluno conte com um ensino preocupado com a qualidade, o que eleva as chances de crescimento em sua área de atuação. Assim, os professores podem contribuir significativamente para manter os estudantes sempre atualizados sobre as últimas novidades do mercado de trabalho. 

3. Grade curricular

A grade curricular das faculdades privadas é bem segmentada, contando com uma estrutura organizada que garante a formação dentro do período proposto. Sem contar que, muitas vezes, o currículo é planejado com o objetivo de preparar adequadamente os alunos para atingir uma qualificação profissional superior.

Assim, vale lembrar que o estudante é o maior responsável por seu processo de aprendizado, e tudo vai depender do quanto de empenho e dedicação o indivíduo direciona para os estudos. Portanto, dando o melhor de si, será possível alcançar bons cargos e excelentes oportunidades no futuro.

4. Conexões com o mercado de trabalho

Outro ponto favorável das instituições privadas é que elas contam com uma metodologia menos teórica, direcionando o foco para a prática. O intuito, com isso, é realizar uma conexão direta com as principais exigências e necessidades do mercado de trabalho.

Sendo assim, a faculdade se preocupa mais em investir recursos para proporcionar experiências significativas na graduação, como estágios, congressos, cursos de capacitação, entre outros. Isso colabora para que os estudantes vivenciem a rotina de sua área e aperfeiçoem cada vez mais o currículo.

5. Parcerias internacionais

Por meio de parcerias e convênios com instituições estrangeiras, as faculdades particulares têm investido cada vez mais na internacionalização do ensino. Isso facilita que alunos possam cursar parte da graduação em outro país, sem prejudicar o andamento do processo de aprendizado.

Nesses casos, muitas faculdades oferecem suporte e apoio logístico para auxiliar os discentes, por exemplo, em relação à acomodação, transporte e estadia. O objetivo é que os estudantes troquem experiências com diferentes países e culturas, enriquecendo o seu currículo e compreendendo como funciona o nicho de atuação profissional em outros países.

6. Financiamento estudantil

Uma excelente opção para ajudar o estudante a pagar as mensalidades é buscar por um financiamento estudantil. O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES), por exemplo, oferece a possibilidade de parcelar os valores com taxas de juros reduzidas e adequadas para essa fase da vida.

Cada financiamento apresenta critérios de seleção e concessão de descontos. Ou seja, o aluno deve pesquisar para descobrir qual é a melhor alternativa para o seu caso e qual se encaixa em seu planejamento financeiro.

7. Flexibilidade

Muitas faculdades particulares oferecem a modalidade EAD em sua grade curricular, proporcionando maior flexibilidade para os discentes que precisam conciliar os estudos com o trabalho. O diploma é igual ao de uma graduação presencial, porém o curso deve ser validado pelo MEC.

Por exemplo, na modalidade de educação a distância (EAD) as aulas são transmitidas online e os conteúdos ficam armazenados por um determinado período para que possam ser assistidos quando e de onde quiser. Isso dá mais segurança para os estudantes que desejam garantir a qualificação profissional, mesmo contando com tempo mais limitado para se dedicar aos estudos.

8. Garantia de formação

Em uma faculdade privada, não existe o risco de greves ou paralisações, o que possibilita que os alunos se formem no período previsto. Nas instituições públicas, por outro lado, os estudantes ficam mais incertos de quando receberão os diplomas.

Com isso, evita-se comprometer o planejamento para entrar no mercado de trabalho ou, até mesmo, no momento de buscar por boas oportunidades. Portanto, é aconselhável considerar esse ponto com bastante cuidado antes de optar por uma faculdade, garantindo, assim, a formação no tempo certo.

9. Foco no aluno

De forma geral, os estudantes de uma instituição particular funcionam mais ou menos como uma vitrine do negócio. Ou seja, investem em uma formação de excelência para atingir credibilidade e conquistar um posicionamento melhor no mercado.

Assim, os recursos são direcionados para aperfeiçoar os resultados, por exemplo, por meio da oferta de disciplinas complementares e cursos de extensão profissional. Isso faz com que o currículo seja mais completo e segmentado, aumentando as chances de ser dar bem na profissão escolhida.

Sem dúvidas, optar por uma faculdade particular pode privar o aluno de muita dor de cabeça, além de garantir que ele faça uma escolha que possibilitará diversos benefícios para a sua carreira. O ideal, portanto, é escolher por uma instituição que se encaixe melhor em suas necessidades e rotina.

Gostou do artigo? Então, assine a nossa newsletter e continue recebendo conteúdos exclusivos diretamente em seu e-mail!

Você também pode gostar