Como é a faculdade de Engenharia de Produção?

Faculdade de engenharia de produção
6 minutos para ler

Entre todos os tipos de Engenharia disponíveis no Ensino Superior, talvez a faculdade de Engenharia de Produção seja uma das mais promissoras do mercado de trabalho. Isso acontece pelo fato de os formados na área serem muito requisitados, o que valoriza a profissão, principalmente sob o ponto de vista remuneratório.

Quando nós concluímos o Ensino Médio, nós vemos que não é fácil decidir qual será nosso rumo profissional. Saiba que, se você sonha em cursar Engenharia e tem vocação para trabalhar como gestor, é provável que a Engenharia de Produção seja uma ótima alternativa.

Quer saber por quê? Fique com a gente, acompanhe a leitura e descubra!

A carreira do engenheiro de produção

Basicamente, esse profissional é responsável por analisar falhas em diferentes modelos de produção industrial para, depois, propor melhorias. Ele é quem deve definir, por exemplo, qual é a melhor configuração de equipamentos e as matérias-primas mais recomendadas para determinada linha produtiva.

O que pouca gente sabe é que a carreira do engenheiro de produção não se limita ao chão de fábrica. Afinal, a presença dele também costuma ser necessária em outros setores da economia, como o varejista e o de serviços.

Para entender melhor o motivo dessa flexibilidade, basta ter em mente que o termo produção, que encabeça o nome do curso, está ligado a um processo de transformação. Tal fenômeno não necessariamente se aplica apenas a um produto ou mercadoria, mas com certeza a um ou a vários processos. A partir dessa premissa, o engenheiro de produção pode atuar nas áreas pontuadas abaixo.

Logística

Talvez o setor de Logística seja um dos mais comuns da Engenharia de Produção. O trabalho da área envolve toda uma cadeia que abrange os serviços de estocagem de mercadorias e o deslocamento delas entre diferentes pontos de distribuição.

O gestor da área precisa apresentar grande capacidade de planejar tudo isso com o objetivo de assegurar que haja produto disponível o tempo todo, conforme a projeção de demanda. Detalhe: é preciso estar atento a quaisquer mudanças de prioridades e manter uma análise contínua quanto à política de custos.

Engenharia de Qualidade

Aqui, o foco é direcionado ao monitoramento constante de todos os conjuntos de procedimentos atrelados a um dado sistema. A intenção, como o nome da área diz, consiste em garantir que cada etapa seja executada com a melhor qualidade possível.

Para que isso aconteça na prática, o engenheiro deve mapear os processos, a fim de detectar eventuais falhas ou gargalos que devem ser corrigidos. Felizmente, você não faz isso sozinho. Na verdade, o ideal é que o trabalho esteja amparado em um ou mais métodos que favoreçam os diagnósticos e a busca de soluções viáveis. Nesse sentido, o Seis Sigma é um ótimo exemplo.

Pesquisa Operacional

Nesse caso, temos outra vertente de avaliação. Contudo, dessa vez trata-se, cada vez com mais frequência, de algo amparado em modelos matemáticos computacionais. Entre outras coisas, isso significa que o método científico adquire destaque, tornando-se fundamental para a conquista de resultados satisfatórios e consistentes.

Veja alguns questionamentos feitos por um engenheiro que atua com Pesquisa Operacional em diferentes nichos de mercado:

  • como atender a demanda por um dado produto sem elevar o custo total envolvido em todas as fases que fazem a mercadoria chegar ao ponto de venda;
  • qual a quantidade de operadores de caixa ideal para propiciar um tempo de espera aceitável em um supermercado;
  • quais os melhores ativos para combinar em uma carteira de investimentos, com o propósito de diminuir o risco e ampliar a rentabilidade.

O mercado de trabalho

Como você viu acima, a faculdade de Engenharia de Produção é muito versátil. Isso Devido à gradativa reformulação do mercado de trabalho, que acontece em ritmo mais acelerado recentemente, os profissionais precisam se adaptar aos novos cenários que se mostram no horizonte.

A boa notícia é que, como dissemos, o engenheiro de produção é especialista em promover transformações positivas. Em períodos caracterizados por incertezas na economia e pela procura intensa por saídas viáveis, esse profissional ganha ainda mais evidência. Contanto que a formação acadêmica seja de excelência, você estará preparado para resgatar o crescimento econômico das mais variadas organizações.

Agora, você já sabe que esse arquétipo de engenharia vai muito além de um galpão de fábrica. Se resta alguma dúvida quanto às vantagens, basta lembrar que ele está entre as 6 engenharias mais bem pagas do momento.

O perfil do engenheiro de produção

O perfil profissional em questão é o de uma pessoa com raciocínio lógico apurado, como é esperado de qualquer curso de Ciências Exatas. No entanto, repare que o referido engenheiro também costuma liderar equipes. Portanto, ter um relacionamento interpessoal bem-desenvolvido também é um aspecto importante durante a rotina de trabalho.

O planejamento pode ser impecável, mas ele dependerá, em alguma medida, da participação humana. Por isso, o sucesso profissional está intimamente vinculado à capacidade de guiar as equipes de trabalho para que elas consigam entregar os resultados desejados pela empresa.

A faculdade de Engenharia de Produção

O tempo exigido para concluir a graduação do curso de Engenharia de Produção é de 5 anos. Durante esse período, você entra em contato com situações que ajudam a desenvolver e aprimorar sua criatividade e visão estratégica.

Como dito há pouco, o curso faz parte das Ciências Exatas. Na prática, a grade curricular é composta de disciplinas que passam pelos mais variados campos do conhecimento.

No momento adequado, é possível se deparar com as matérias de Matemática Instrumental, Cálculo Diferencial e Integral, Geometria Analítica, Álgebra Linear e Modelagem Matemática, por exemplo. Logo, o desempenho almejado no curso depende da facilidade de lidar com esses e outros conceitos correlacionados.

Outro ponto que merece sua atenção é a aptidão para compreender e lidar, no dia a dia operacional, com determinadas ferramentas tecnológicas — principalmente sistemas e softwares. Para ter uma ideia de como esse detalhe é primordial, vale a pena dizer que a Lógica de Programação também é contemplada pela grade do curso. 

Na faculdade de Engenharia de Produção da Estácio você encontra essas e muitas outras matérias. Todas elas são ministradas por um corpo docente altamente qualificado e que está por dentro de todas as atualizações do mercado de trabalho

Imperdível, não? Então aproveite para se inscrever agora mesmo no curso de Engenharia de Produção mais moderno e completo do país!

graduação de Exatas
Você também pode gostar

Deixe um comentário