Como me inscrever no FIES: o passo a passo e outras alternativas

como me inscrever no fies
7 minutos para ler

O financiamento estudantil é a saída que muitos alunos encontram para poder cursar a faculdade, especialmente aqueles que têm baixas condições socioeconômicas e que estão com o orçamento comprometido no momento. Se esse é o seu caso, pode estar se perguntando “Como me inscrever no FIES?”.

Para ajudar você, preparamos este post com as principais informações sobre o programa. Além disso, você verá que, mesmo que não consiga uma vaga no FIES, não precisa abandonar os planos de cursar o ensino superior. Afinal, existem várias alternativas até mais vantajosas. Continue a leitura e confira!

Afinal, como o FIES funciona?

O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) é um programa governamental que, por meio de parcerias com instituições financeiras, concede linhas de crédito exclusivas para o financiamento dos estudos.

Com o FIES, o estudante paga a sua graduação somente após se formar. Durante o curso, precisa arcar com apenas com parcelas simbólicas de até R$ 150,00 por trimestre.

Quando começa a acertar o saldo, as parcelas não podem exceder 10% da renda do aluno, e a incidência de juros varia de 0% a 6,5%, conforme a modalidade. Veja:

  • FIES 1 — com taxa zero de juros, destinado a estudantes de todo o país com renda familiar de até 3 salários mínimos por pessoa;
  • FIES 2 — com taxa de juros de 3% ao ano, destinado a estudantes das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do país com renda familiar de 3 a 5 salários mínimos por pessoa;
  • P-FIES — com taxa de juros de 6,5% ao ano, destinado a estudantes de todo o país com renda familiar de 3 a 5 salários mínimos por pessoa.

Como conseguir uma vaga no FIES?

A seguir, confira um passo a passo para aprender a se inscrever no Fundo de Financiamento Estudantil (FIES)!

Realização do Enem

Em primeiro lugar, você precisa ter participado de alguma edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010 para poder se inscrever no FIES. Além disso, tenha atenção nas notas mínimas exigidas: pelo menos 450 pontos nas provas de conhecimentos gerais e não ter zerado a redação.

Inscrição no programa

Todas as etapas de inscrição são realizadas online, no site FIES Seleção. É simples:

  • durante o período de inscrições, que ocorre no início e no meio do ano, entre no site e, caso seja sua primeira tentativa, crie uma conta clicando em “Primeiro Acesso”. Se já tem um cadastro, faça o login;
  • preencha os dados solicitados, incluindo o questionário socioeconômico e de perfil familiar, além de escolher o seu grupo de preferência, que nada mais é do que a cidade, estado, curso, instituição e turno que você deseja;
  • com o cadastro completamente preenchido, envie a sua inscrição e aguarde para ver se foi pré-selecionado. Em seguida, vá à Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da sua faculdade para validar as informações em até 5 dias úteis.

Comprovação da documentação

Por último, você deve ir até o banco responsável pela linha de crédito para levar toda a documentação exigida. Se estiver tudo certo, firmará o contrato de financiamento. Alguns dos documentos solicitados são:

  • identificação do candidato e do fiador;
  • comprovante de residência;
  • comprovantes de renda.

Quais são as alternativas de financiamento além do FIES?

Como você viu, o FIES é uma opção interessante para quem não tem como arcar com os custos da graduação no momento. Porém, além de ser um comprometimento de longo prazo, um dos pontos negativos do programa é que nem todos podem participar devido aos pré-requisitos específicos.

A boa notícia é que existem alternativas ao FIES. Abaixo, veja algumas delas!

Programa Universidade para Todos (Prouni)

O Prouni é outro programa governamental de incentivo ao acesso de pessoas de baixa renda no ensino superior. Com ele, o aluno pode receber bolsas integrais (100%) ou parciais (50%). A grande vantagem é que o abatimento na mensalidade é definitivo, já que não se trata de um financiamento.

Vestibular-online

No entanto, assim como no FIES, o candidato precisa atender a uma série de pré-requisitos para poder participar, como ter estudado em escola pública, alcançar a nota de corte e ter uma renda familiar de até 3 salários mínimos por pessoa. Ainda, no Prouni, é preciso ter feito a última edição do Enem.

PraValer

Outra opção é o PraValer, um programa privado de financiamento estudantil. Diferentemente do FIES, aqui não há limite de vagas, pré-requisitos socioeconômicos e nem a obrigatoriedade de ter feito o Enem, porém, os estudantes ficam sujeitos à análise de crédito.

O processo de contratação é bastante prático, feito completamente online. Cada instituição de ensino tem um tipo de parceria com o PraValer, portanto, você deve verificar junto à secretaria quais são os cursos válidos. Aqui na Estácio, temos o PraValer EAD.

Medicina Santander

Há também o programa de Financiamento Santander, exclusivo para o curso de Medicina. Ele pode ser contratado a partir da 4ª mensalidade do curso e as taxas de juros dependem da análise de crédito. Basta estar matriculado nesse curso, comparecer às agências do Santander e ter um avalista, que deve ser o pai, a mãe ou outro responsável financeiro.

Descontos institucionais

Algumas instituições de ensino superior oferecem seus próprios descontos ou bolsas para estudantes. Aqui na Estácio, temos diferentes benefícios para cada forma de ingresso. Olha só:

  • no ingresso por vestibular, o estudante pode ganhar uma bolsa de 30% até 60%;
  • se ingressar utilizando a nota do Enem, os descontos podem variar de 40% a 100% no primeiro semestre, e até 50% nos demais períodos, de acordo com a pontuação no exame;
  • transferindo o curso de outra instituição para a Estácio, você pode garantir até 50% de bolsa;
  • se é a sua segunda graduação, temos descontos de até 40% nas mensalidades.

Lembrando que esses percentuais dependem das condições descritas nos regulamentos, que você pode conhecer entrando em contato conosco.

Diluição Solidária da Estácio (DIS)

Na Estácio, outra opção interessante para que a sua mensalidade não pese no bolso é o DIS, válido para todos os cursos, exceto Medicina. Com ele, os três primeiros meses saem por apenas R$ 49,00, e a diferença das mensalidades é diluída por todo o curso. Assim, você não precisa se preocupar com o orçamento no início dos estudos.

Seguro educacional

Na Estácio, você pode contratar o seguro educacional, basta ter tido um registro em carteira (no regime CLT) de pelo menos 12 meses ininterruptos e não ter sido demitido por justa causa, entre outros requisitos.

Com o seguro, caso você ou o seu responsável financeiro percam o emprego ao longo do curso, a continuidade dos seus estudos não será comprometida, já que a seguradora cobrirá até 6 vezes o valor da sua mensalidade.

Parcelamento Estudantil da Estácio (PAR)

Por fim, você também pode contar com o PAR, que é uma alternativa de financiamento estudantil muito vantajosa para as modalidades de ensino presencial e FLEX. Com esse programa, você paga um pequeno percentual das mensalidades ao longo do curso.

O saldo é parcelado com juros zero e começa a ser pago somente após a conclusão do curso. E o melhor é que todo estudante da Estácio tem crédito pré-aprovado, não precisa ter feito Enem e também não tem a necessidade de apresentar fiador.

Enfim, agora que você sabe como se inscrever no FIES, viu que, mesmo sendo uma ótima opção, há outras alternativas ainda mais vantajosas. Mesmo que esteja com o orçamento apertado, você não precisa adiar o seu sonho do ensino superior: existem várias facilidades para começar a estudar o quanto antes!

Aproveite a visita ao blog e leia também nosso post com mais detalhes sobre como funciona o Parcelamento Estudantil da Estácio!

Calouro a bordo
Você também pode gostar

Deixe um comentário