Entenda como funciona o Enem

4 minutos para ler

Em 2019 o Enem completa 21 anos. Além de muitas novidades terem surgido nos últimos anos, centenas de pessoas vão fazer a prova pela primeira vez, o que gera muitas dúvidas. Se você precisa de uma solução definitiva para entender como funciona o Enem, então não perca esse post! 

A seguir, nós explicamos quais são as provas que compõem o Exame, quais assuntos são cobrados e onde o resultado do Enem pode ser usado. Confira!

Como funciona o Enem?

O Exame Nacional do Ensino Médio, mais conhecido pela sigla Enem, tem como principal objetivo avaliar o desempenho escolar ao final do Ensino Médio brasileiro. Mas é outro motivo que leva muitas pessoas a fazê-lo: a possibilidade de fazer uma graduação com o resultado da prova.

Com a nota do Enem, é possível se inscrever no SISU (Sistema de Seleção Unificada), que dá acesso a vagas em universidades públicas do Brasil; no ProUni, que oferece bolsas de estudos em instituições de educação superior privadas; e no Fies, que facilita o financiamento estudantil em cursos superiores não gratuitos e até em instituições de outros países, como Portugal e Reino Unido. Qualquer pessoa pode inscrever-se no Enem, mas as regras de cada um desses programas são diferentes.

O Enem acontece em dois dias. Desde 2017, dois domingos consecutivos são selecionados para a prova, que geralmente acontece entre outubro e novembro. O Exame está dividido em quatro áreas do conhecimento e conta ainda com uma redação, como você verá mais adiante.

Para calcular a nota do Enem, um modelo de pontuação chamado Teoria de Resposta ao Item (TRI) é utilizado nas questões fechadas. Nele, o nível de dificuldade de cada questão e até mesmo a possibilidade de chute é avaliada por um computador. A redação, por sua vez, é corrigida manualmente por dois avaliadores.

O que cai em cada prova do Enem?

Agora que você sabe o que é o Enem e como ele pode ser utilizado para ingressar no ensino superior, veja a seguir quais são as provas que fazem parte do Exame e quais conhecimentos são exigidos em cada uma.

  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias: essa área contém questões de Língua Portuguesa, Literatura, Artes e Língua Estrangeira, que pode ser Inglês ou Espanhol de acordo com sua preferência;
  • Ciências Humanas e suas Tecnologias: nessa prova estão questões de História, Geografia, Filosofia e Sociologia;
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias: Química, Física e Biologia fazem parte dessa prova;
  • Matemática e suas Tecnologias: aqui são cobrados conhecimentos de operações matemáticas, geometria, álgebra, estatística e probabilidade, entre outros;
  • Redação: texto dissertativo-argumentativo sobre uma situação-problema que pode ser político, social ou cultural.

Cada área tem 45 questões. Ou seja, ao todo são 180 perguntas que devem ter suas respostas registradas em um cartão-resposta com caneta esferográfica preta. Além disso, a redação no Enem, cujo tema é sempre surpresa, também deve ser entregue à caneta.

Na matriz de referência do Enem, você pode conferir os assuntos e competências que são avaliados em cada prova.

Como ter uma boa nota do Enem?

Como falamos, a nota do Enem é baseada no nível de dificuldade das questões. Isso significa que as questões mais difíceis valem mais pontos e, portanto, aumentam a nota final. çAs questões de matemática, por exemplo, podem valer mais que as de português. A nota da Redação também tem grande impacto no resultado final. 

Então, para ter um bom resultado do Enem, invista nas questões de matemática e na Redação. Além disso, planejar bem o tempo para responder toda a prova e ficar atento às regras do Exame também é importante.

Neste post, você viu como funciona o Enem, em quais programas sua nota pode ser utilizada para ingressar no Ensino Superior e quais provas formam o Exame. Agora você já está pronto para se preparar e já pode ir pensando em como vai usar sua nota.

Gostou deste post? Então assine nossa newsletter e receba mais dicas para arrasar no Enem diretamente no seu e-mail!

Você também pode gostar