Economizar dinheiro: 6 práticas que vão ajudar você a pagar a faculdade

economizar dinheiro
6 minutos para ler

Economizar dinheiro é uma tarefa útil para diversas finalidades. Algumas pessoas querem comprar um carro ou fazer uma viagem; enquanto para outras o objetivo é investir nos estudos e conseguir pagar a faculdade.

Tudo depende do momento de vida e das prioridades de cada fase. O que importa é não perder o foco e se organizar para alcançar as suas metas, concorda?

Se você ainda não sabe como fazer isso e precisa de uma ajuda, não deixe de conferir as dicas que listamos a seguir!

A ansiedade em pagar a faculdade

Perceber um obstáculo no meio do caminho para realizar um sonho é capaz de causar uma série de reações como angústia, medo, preocupação e ansiedade. O problema é que essa não é uma condição saudável para estudar ou para viver.

Inclusive, é preciso tomar muito cuidado para não ser levado por esse impulso e tomar decisões precipitadas, principalmente aquelas que possam afetar o seu futuro. Pensando nisso, estamos aqui para dizer que existem saídas para deixar os seus planos cada vez mais próximos de você!

6 dicas para ajudar você a realizar esse objetivo

1. Controle os seus gastos

A sua organização deve começar pela parte financeira, já que o descontrole das suas finanças tende a ser o seu pior inimigo. Portanto, antes de mais nada, vale revisar o seu orçamento para conhecer de perto todos as suas receitas e despesas.

Depois de ter uma ideia de todo o fluxo do seu dinheiro, identifique o que é supérfluo e pode ser eliminado. Muitas vezes, não notamos como os pequenos gastos influenciam o resultado final e, por esse motivo, fazer essa revisão completa é essencial para começar a ter maior controle da sua renda.

2. Defina metas pessoais

Ao ter uma visão bem clara da sua vida financeira, o próximo passo é estabelecer algumas metas para que você consiga atingir o seu maior objetivo — que, no caso, é pagar a faculdade.

Primeiro, reconheça quais são as suas prioridades e o que não pode ser dispensado ou reduzido da sua lista de gastos. A partir de então, encontre brechas para começar a economizar dinheiro — e aproveite para fazer uma reserva, como uma poupança.

É óbvio que cada pessoa vive uma realidade diferente, e isso vai influenciar bastante o planejamento financeiro de cada uma delas. Logo, o ideal é olhar para o seu orçamento e definir metas realistas, que serão possíveis de cumprir.

Por exemplo, em alguns casos, é preciso reduzir o dinheiro gasto com entretenimento em vista das novas despesas com a vida universitária. Independentemente da situação, o mais importante é exercitar a mentalidade de economia e o comprometimento com as metas definidas.

3. Economize com alimentação

Muitas pessoas não fazem essa conta, mas comer fora de casa pode sair bem mais caro do que preparar a sua própria comida. A falta de tempo talvez seja um empecilho, o que também pode ser revisto com uma boa dose de organização e gestão pessoal.

De qualquer forma, mesmo que cozinhar em casa não seja uma opção, é bom rever os custos da sua alimentação diária — que é uma prioridade ou uma necessidade, só que não precisa ser tão custosa.

A compra do supermercado não pode ser reduzida? Você tem procurado as melhores promoções? Será que não existe uma alternativa de refeição mais barata e de fácil acesso? Até mesmo o costume de comprar um doce depois do almoço é capaz de impactar as suas contas no final do mês. Essas são questões que você deve reavaliar a partir de agora.

4. Aprenda a dizer não

O mundo nos oferece mil e uma possibilidades o tempo todo. Nossos amigos fazem convites tentadores, as propagandas nas ruas enchem os nossos olhos e basta acessar a internet para ser bombardeado por oportunidades.

Tudo isso contribui para que a gente crie uma sensação de necessidade que nem sempre existe (ou precisaria existir). O fato é que ficamos seduzidos, e quem não sabe dizer não normalmente se dá mal. Felizmente ou não, a negação faz parte do processo de economia.

Diante disso, faz todo sentido ter um propósito maior em mente como a realização de um curso superior e a construção da sua carreira profissional. Lembrar disso é o que garante força para manter o autocontrole e resistir às tentações.

5. Encontre uma fonte de renda extra

Ainda que você já tenha um emprego, buscar uma fonte de renda extra não é uma má ideia. O segredo está em descobrir como fazer isso de uma maneira que seja realmente lucrativa, sem atrapalhar a sua rotina profissional e acadêmica.

Uma boa dica para encontrar uma solução é pensar nas suas habilidades e hobbies. Assim, você poderá dedicar o pouco tempo livre que tem para fazer algo agradável e que traga um retorno financeiro — quem sabe isso não pode se tornar um negócio ou a sua profissão principal? Algumas opções são:

  • arrumar trabalhos freelancer na internet;
  • cuidar de cachorros ou crianças por alguns períodos;
  • dar aulas particulares para compartilhar o seu conhecimento (música, disciplinas escolares, artes etc.);
  • vender artesanatos ou receitas caseiras;
  • montar um e-commerce;
  • pegar trabalhos temporários;
  • vender coisas que você não usa mais.

Enfim, essas são apenas sugestões para você pensar. Se tudo der certo, tome cuidado para não gastar o dinheiro extra nesse momento!

6. Aprenda sobre investimentos

A última dica para você economizar dinheiro e pagar a sua faculdade é aprender sobre investimentos. Não saber como aplicar as suas reservas é como perder tempo e dinheiro.

Aliás, existem pessoas que vivem exclusivamente disso, mas você não precisa pensar que investir é uma atividade apenas para quem tem uma renda significativa. Por menores que sejam as suas economias, vale a pena entender um pouco mais do assunto para tentar lucrar o máximo que puder.

Outro benefício de ficar por dentro desse tema é saber fazer melhores opções de financiamento, caso isso seja necessário para realizar o seu curso universitário. Entender como esses programas funcionam é muito importante para tomar as suas decisões.

No fim das contas, você vai perceber que economizar dinheiro não é algo impossível. O seu sucesso nessa missão vai depender de fatores como esforço, interesse, dedicação e comprometimento. Para tudo se dá um jeito, não é mesmo? Ainda mais quando temos um objetivo tão especial quanto fazer uma faculdade.

Gostou do post? Para continuar recebendo outras dicas como essas em primeira mão, não deixe de assinar a nossa newsletter e acompanhar as novidades do blog da Estácio!

Baixe agora mesmo nosso e-book sobre como conquistar sua independência financeira!Powered by Rock Convert
Você também pode gostar