EAD e mercado de trabalho: como anda a aceitação dessa modalidade?

6 minutos para ler

Como está a relação entre EAD e mercado de trabalho? Essa é a pergunta que muita gente faz, considerando que a educação continuada é o método mais eficaz para conquistar um novo cargo, um salário melhor e os benefícios de uma posição de liderança. Afinal, quem investe seu tempo e dinheiro em cursos de graduação e especialização quer ter a certeza de que esse esforço será recompensado.

Por isso, neste post vamos falar sobre esse assunto. Vamos mostrar como os recrutadores e gestores de grandes empresas veem a formação a distância e se ela pode trazer os mesmos benefícios de um curso presencial para a carreira de seus alunos. Ficou interessado? Então, continue a leitura!

Como a EAD é vista pelo mercado de trabalho?

Todas as novidades enfrentam uma certa resistência. Por isso, quando os cursos a distância começaram a ser implantados no Brasil, realmente havia uma desconfiança do mercado em relação a eles. Mas, com o tempo, essa situação mudou bastante. Tanto a regulamentação do governo, quanto o desempenho dos profissionais nas empresas em que atuam mudaram essa visão, fazendo com que, hoje, esses certificados tenham uma enorme aceitação.

O primeiro fator para essa mudança foi a regulamentação. Um decreto do Ministério da Educação (MEC) estabeleceu que os cursos EAD precisam ter a mesma duração de um curso presencial. Além disso, as instituições precisam cumprir os critérios estabelecidos nos Referenciais de Qualidade para a Educação a Distância. Assim, o conteúdo oferecido ao aluno deve ser profundo e suficiente para prepará-lo para os desafios do mercado.

Além disso, as empresas começaram a contratar profissionais que obtiveram suas certificações por meio da EAD. Elas perceberam que eles não só tinham um desempenho igual ou superior ao de indivíduos que passaram por uma formação presencial, como demonstravam outras habilidades no dia a dia. Essas características foram desenvolvidas exatamente porque eles fizeram cursos a distância. Veja algumas delas a seguir:

Iniciativa e autonomia

Embora tenha aulas excelentes e material escrito para adquirir conhecimento, o fato é que o aluno EAD precisa tomar a iniciativa de estudar sozinho. Não há ninguém anotando sua presença, como acontece em um curso tradicional. Assim, as empresas começaram a perceber que quem faz esse tipo de graduação ou especialização busca conhecimento de forma autônoma não só durante o período de formação, mas ao longo da trajetória profissional.

Além disso, o aluno EAD se acostuma a ler atentamente as orientações e realizar seus projetos sozinho. No ambiente de trabalho, isso se reflete em uma pessoa proativa, que consegue ter bom desempenho em suas tarefas e se sente preparada para enfrentar desafios sem depender de auxílio constante.

Domínio de tecnologias

O aluno EAD utiliza a tecnologia para fazer o curso. Ele está acostumado a assistir às aulas pela internet, participar de fóruns, receber material e enviar projetos por meio de plataformas, e assim por diante. Ele se torna familiarizado com uma série de recursos e até mesmo descobre novas maneiras de utilizá-los em seu trabalho. Isso o torna um profissional capacitado a enfrentar os desafios de um mercado no qual as atividades são cada vez mais virtuais.

Organização

Uma das principais dificuldades de conciliar trabalho e estudo é a organização. É fácil deixar as aulas, leituras, trabalhos e projetos para depois, gerando um acúmulo de atividades. Os alunos EAD aprendem a se organizar sozinhos e, assim, estabelecem — e cumprem — horários de estudo, de acordo com seu cronograma para finalizar o curso. Essa é uma qualidade que eles levam para sua vida profissional.

Conhecimento diferenciado

Finalmente, outra vantagem dos alunos EAD é o conhecimento diferenciado. Eles não estão limitados geograficamente. Assim, podem ter aulas com profissionais de grande destaque no mercado, o que dificilmente é possível na maioria dos cursos presenciais. Dessa forma, eles chegam à empresa com uma visão muito mais ampla do segmento de atuação e das melhores estratégias para obter resultados.

Outro ponto que vale a pena destacar e que possibilita esse conhecimento diferenciado é a interação. Geralmente, as faculdades têm fóruns em que os alunos conseguem trocar ideias. No curso EAD, essas plataformas reúnem pessoas de diferentes lugares e que vivem em realidades completamente distintas, inclusive no âmbito do trabalho. Assim, existe uma troca muito rica de experiências que contribui para a formação de um profissional mais completo.

Como ter certeza de que a EAD é valorizada no mercado?

Na verdade, uma empresa não tem nem como saber se o seu diploma foi obtido em um curso presencial ou a distância. Os certificados são exatamente iguais, contém os mesmos dados (carga horária, currículo, desempenho do aluno etc). Portanto, o recrutador só saberá a modalidade da sua graduação ou especialização se você informá-lo.

No entanto, realmente é importante se preocupar com a qualidade. Afinal, um pedaço de papel não é capaz de garantir que você obteve todo o conhecimento necessário para desempenhar uma função. Por isso, é muito importante ficar de olho na qualidade da faculdade. Isso sim é relevante não só para a sua qualificação, mas também para ser bem-aceito no mercado.

Como já falamos, o MEC estabelece alguns referenciais para os cursos a distância. Então, o primeiro passo para ter uma certificação valorizada no mercado é verificar qual é a classificação do curso no Ministério da Educação. As notas das faculdades são expressas em alguns indicadores, como: 

  • o Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC); 
  • o Conceito Preliminar de Cursos (CPC); 
  • e o Conceito Enade. 

O ideal é buscar uma instituição que tenha notas entre 4 e 5, que é a avaliação máxima.

Além disso, vale a pena comparar o currículo das diferentes instituições que estão à sua disposição para ver qual delas tem o conteúdo mais completo, exatamente como faria para escolher uma faculdade ou especialização presencial. Dessa forma, você terá a certeza de que sairá preparado para os desafios do mercado de trabalho.

Finalmente, hoje em dia existem excelentes cursos EAD disponíveis. Quem busca uma dessas formações se empenha para aproveitar o conteúdo e realmente construir conhecimento, além de ter condições de se tornar um excelente profissional. Quando você se diferencia pelo que sabe e pelo que faz, o mercado reconhece seu valor e proporciona não só oportunidades de emprego, mas ótimos salários e crescimento na carreira!

Entendeu como está a relação entre EAD e mercado de trabalho? Ainda ficou com alguma dúvida? Deixe sua pergunta nos comentários e participe da conversa!

Baixe nosso material sobre faculdade a distância agora mesmo!Powered by Rock Convert
Você também pode gostar