Curso de Direito na Estácio: áreas de atuação e vantagens

7 minutos para ler

Se você tivesse que listar neste exato momento quais são as áreas de atuação de quem se forma em Direito, seria capaz de fazer isso sem problemas? Se a sua resposta foi negativa, não esquenta! Afinal de contas, embora muitos vestibulandos tenham interesse em fazer o curso de Direito, não são todos que conhecem a fundo as carreiras que esse campo do conhecimento oferece.

Por essa razão, preparamos um post que mostra alguns dos principais segmentos do ramo e, de quebra, explica o que é essa graduação, por que vale a pena realizá-la e o peso que tem a escolha de uma boa instituição de ensino na sua formação. Acompanhe!

O curso de Direito e as possíveis áreas de atuação

O curso de Direito é uma formação universitária que não só expande e aprofunda o conhecimento dos alunos sobre o que são as leis e as normas presentes na nossa sociedade, mas também sobre como elas são formuladas e interpretadas no cotidiano. Isso é importante porque são elas que asseguram os nossos direitos e estabelecem os nossos deveres enquanto cidadãos.

É justamente por isso que, ao longo de 10 semestres (5 anos), ele instiga o aluno a ter um raciocínio crítico apurado, a fazer reflexões socioculturais e a debater constantemente sobre o que é justiça e como ela é aplicada às pessoas físicas e jurídicas. 

Uma vez formado, é possível atuar com advocacia — que é justamente o trabalho de se fazer cumprir as leis e as normas — em diferentes áreas. Algumas das mais populares são:

  • Direito Penal — representa aqueles que estão envolvidos ou são suspeitos de participarem de infrações e crimes;
  • Direito Trabalhista — auxilia tanto empresas quanto trabalhadores em questões de quebra de contrato, condutas inapropriadas no ambiente de trabalho, falta de pagamento, exploração, demissões com e sem justa causa etc;
  • Direito Civil — promove os interesses das pessoas físicas e a proteção dos direitos delas em sociedade e em relação a outros indivíduos;
  • Direito do Consumidor — protege legalmente os consumidores para que eles não sejam prejudicados antes, durante e depois das aquisições de produtos e serviços.

Além dos ramos citados, não podemos deixar de comentar sobre os cargos de delegado, perito judicial, juiz, promotor e advogado da União, por exemplo. Eles são muito disputados justamente por conta das vantagens que proporcionam, como boa remuneração, benefícios diferenciados, estabilidade na carreira e prestígio social. No entanto, para exercer essas profissões, saiba que é preciso prestar concurso público, ok?

Não é para menos que muitos estudantes já entram na faculdade buscando se preparar ao máximo desde o primeiro semestre para estarem afiados quando forem fazer essas provas que são muito concorridas em todo o país.

3 razões para estudar Direito

Há pouco, nós falamos sobre como é o curso de Direito e algumas das principais e mais buscadas áreas de atuação para quem se forma nele. Agora, vamos mostrar algumas das razões para fazer essa graduação que traduzem muito bem a importância desse campo de conhecimento para a sociedade. Confira!

1. Promover o Estado Democrático de Direito

A primeira delas é promover o Estado Democrático de Direito — muito provavelmente, você já ouviu esse termo na mídia. Na prática, ele significa assegurar que a Constituição de 1988 seja respeitada e seguida à risca para que os poderes do Legislativo, do Executivo e do Judiciário funcionem e atuem de maneira equilibrada entre si.

A razão disso é bem simples: quando eles entram em conflito ou são suprimidos, nós, os cidadãos, perdemos nossas liberdades e direitos conquistados e somos submetidos a uma sociedade que deixa de prezar pela democracia.

2. Compreender melhor as leis

Ao fazer o curso de Direito, você se aprofunda continuamente no que significam as leis e as normas que regem o nosso convívio social. Isso é muito importante para garantir que elas sejam elaboradas visando o princípio da justiça, sejam aplicadas de forma imparcial e possam ser revistas quando necessário por promoverem discriminação e exclusão.

3. Ajudar o próximo

Por fim, fazer o curso de Direito permite que você se torne um profissional capaz de ajudar o próximo, garantindo que ele tenha liberdade de expressão, não seja prejudicado pelo mercado, tenha a proteção assegurada pelo Estado, possa cobrar ações, mudanças e novas políticas dos três poderes, e o principal: não tenha os próprios direitos violados.

3 razões para escolher a Estácio

Para finalizar, citaremos três razões pelas quais você deve optar pela Estácio para fazer o seu curso de Direito. A instituição de ensino escolhida para se graduar tem um peso muito grande na sua formação, fazendo com que você aprenda conceitos teóricos e práticos da profissão, tenha o primeiro contato com o mercado de trabalho, aprenda sobre ética profissional, desenvolva e aprimore habilidades e competências etc. Veja!

1. Corpo docente de qualidade

O corpo docente da Estácio é composto por professores com uma formação multifacetada. Tanto é que muitos deles são especialistas, mestres e doutores em Direito. Além disso, vários contam com larga experiência profissional de advocacia, o que agrega muito ao conhecimento que eles transmitem para os estudantes em sala de aula.

2. Infraestrutura de ponta

A Estácio é uma instituição de peso — e não é exagero afirmar isso. Para se ter ideia, ela conta com mais de 90 unidades espalhadas nos 26 estados e no Distrito Federal. Para completar, ela oferece uma infraestrutura completa para os alunos com bibliotecas com grande acervo de livros, laboratórios de informática e salas equipadas com material multimídia.

Já para quem estuda Direito, saiba que a instituição disponibiliza o Núcleo de Práticas Jurídicas no qual você presta assistência e atendimento gratuitos à população sobre diversos assuntos jurídicos e, assim, coloca em prática os ensinamentos adquiridos ao longo da sua formação.

3. Disciplinas práticas

A última razão é o fato de a grade do curso de Direito contar não apenas com matérias teóricas, mas também com disciplinas práticas que trazem conteúdos voltados para a realidade do mercado de trabalho — o que, juntos com os estágios na área jurídica, o aproximam da vivência profissional do ramo desde o início da graduação.

Dessa maneira, a sua formação não fica superficial ou abstrata demais. Ao contrário, ela estimula-o a exercitar o seu conhecimento, a desenvolver competências e a identificar segmentos com os quais você gostaria de atuar (como o ambiental ou o tributário).

Isso tudo sem falar que ela se torna muito mais atualizada, dinâmica e, inclusive, preparatória tanto para o exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), quanto para os concursos públicos de cargos de grande importância social (que citamos no primeiro tópico).

Como mostrado durante o post, o curso de Direito forma pessoas que vão conhecer a fundo a nossa Constituição, promover os direitos sociais e individuais de todos e, em muitos casos, aplicar as leis. Por isso, é fundamental escolher uma instituição de ensino de qualidade e renome no mercado, como a Estácio. Afinal, ela fará toda a diferença no seu aprendizado e na sua capacitação como futuro profissional da área.

Não perca mais tempo e entre em contato com a gente para saber como dar o próximo passo para fazer a sua matrícula e ser um estudante universitário de Direito!

Você também pode gostar