Saiba por que você deve cursar Medicina Veterinária na Estácio

cursar medicina veterinária
6 minutos para ler

O profissional do futuro precisa de habilidades técnicas e competências específicas — nesse sentido, contar com uma boa formação acadêmica é fundamental. Por isso, se você está pensando em cursar Medicina Veterinária, não deixe de escolher uma instituição de excelência para estudar.

No entanto, como essa graduação funciona? Quais são os diferenciais e disciplinas oferecidas? Quais são as principais áreas de atuação profissional? Para que você conheça as respostas dessas e de outras questões sobre o tema, preparamos este conteúdo. Aproveite as informações para tomar a melhor decisão!

Como funciona o curso de Medicina Veterinária?

Medicina Veterinária sempre é uma das primeiras opções de quem pretende trabalhar com animais. Isso não é à toa, visto que o contato com os bichos, de pequeno ou grande porte, é frequente não só durante a formação, mas ao longo de toda a carreira.

Via de regra, os cursos de Medicina Veterinária devem ter 5 anos ou 10 períodos de duração, no mínimo. De acordo com uma resolução proposta pelo Ministério da Educação (MEC), é preciso que a grade curricular seja composta de 4 mil horas/aula, pelo menos.

É possível encontrá-los no formato parcial ou integral, com aulas pela manhã e à tarde, por exemplo, nos modos presencial e EAD — agora conhecido como Ensino Digital. A grade curricular, por sua vez, varia bastante de uma instituição de ensino para outra, mas algumas das disciplinas recorrentes são:

  • Histologia dos Animais Domésticos;
  • Citologia;
  • Biofísica;
  • Genética Animal;
  • Bioquímica Animal;
  • Ciências do Ambiente;
  • Embriologia;
  • Imunologia;
  • Farmacologia Veterinária;
  • Antropologia e Sociologia Rural;
  • Nutrição em Veterinária.

Na maioria das vezes, os dois primeiros anos da formação são voltados às matérias básicas e aos fundamentos teóricos indispensáveis para o exercício da profissão. A partir do quinto período, cresce de maneira significativa o contato com disciplinas específicas e com atividades práticas recorrentes em hospitais e clínicas especializadas. O último ano do curso pode ser inteiramente dedicado ao Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) e ao estágio obrigatório.

Engana-se quem pensa que a formação em Medicina Veterinária é composta apenas de Ciências Naturais ou da Saúde. Mais do que entender esses aspectos, será preciso compreender pontos como as relações entre indivíduos, animais e sociedade, além de questões legislativas e de ética profissional.

Quais são as principais áreas de atuação para quem se forma em Medicina Veterinária?

O mercado de trabalho para Veterinária é amplo e repleto de oportunidades. Quem se forma na área geralmente cuida da saúde de animais domésticos e silvestres. Apesar disso, as possibilidades são variadas e vão dos cuidados com a dieta de um grupo de animais às técnicas de proteção animais selvagens, por exemplo.

Médicos veterinários podem atuar na produção agropecuária, no desenvolvimento de novos produtos e na valorização do produto agropecuário industrializado. Ou seja, são bem-vindos em diversas etapas que pertencem à cadeia produtiva do agronegócio.

Esses profissionais têm espaço em hospitais, clínicas, ambulatórios e policlínicas veterinárias, tanto no setor público quanto no privado. Seus trabalhos na agroindústria também podem ser direcionados ao controle sanitário e à produção de alimentos de origem animal.

Na área de prestação de serviços, podem atuar como consultores, interagindo com vários setores econômicos para finalidades distintas. Outra opção é trabalhar em abrigos públicos ou ONGs, a fim de retirar animais das ruas, acolhê-los e colocá-los para adoção. O trabalho na Saúde Pública é outro caminho, que consiste em apoiar agências governamentais no controle de doenças e pragas. Trata-se de uma função que inclui práticas preventivas e educacionais, gerando um relevante apoio à sociedade.

É oportuno ressaltar que o atendimento clínico, que privilegia a prevenção e o tratamento de doenças, pode ser geral ou especializado, assim como na Medicina tradicional. Você pode se aprofundar por meio de uma pós-graduação em diferentes áreas, como:

  • Biologia Marinha;
  • Dermatologia;
  • Medicina de Animais Selvagens;
  • Odontologia Veterinária;
  • Radiologia;
  • Diagnósticos por Imagem;
  • Oftalmologia Veterinária, entre outras.

Caso queira trabalhar com o ensino e com a pesquisa, saiba que a carreira acadêmica é outra possibilidade para quem deseja cursar Medicina Veterinária. Para isso, vale a pena investir em uma iniciação científica na graduação, além de fazer mestrado e doutorado para conseguir lecionar em cursos universitários.

Como escolher o melhor curso de Medicina Veterinária?

Agora que você já sabe quais são as principais características dessa faculdade, é hora de compreender como escolher a melhor faculdade para dar sequência aos estudos e se preparar para o mercado de trabalho.

Se quiser atingir seus objetivos profissionais, tenha em mente que a escolha da instituição de ensino pode fazer toda a diferença em seu futuro. Portanto, dê preferência àquelas que oferecem uma infraestrutura completa e um corpo docente bastante qualificado.

Por que cursar Medicina Veterinária na Estácio?

Além de ser um dos grupos educacionais mais respeitados e experientes do Brasil, a Estácio tem uma preocupação com a empregabilidade dos alunos. A ideia é fazer com que recém-formados tenham acesso às melhores oportunidades de trabalho e sejam destaques em suas áreas de atuação, independentemente da graduação realizada.

O curso de Medicina Veterinária da Estácio tem uma carga horária cuja composição é formada por 50% de atividades práticas, focadas em diversas áreas de atuação bem diferentes, como:

  • clínica;
  • cirurgias;
  • saúde coletiva;
  • inspeção de alimentos, entre outras.

Tal especificidade da grade curricular é proveitosa para que os profissionais formados na Estácio tenham embasamento técnico e consigam entrar no mercado com um repertório prévio. Não por acaso, grande parte dos alunos desse curso na instituição solicita a colação de grau de maneira antecipada porque já estão empregados. Como a área de atuação é ampla, é raro um aluno da Estácio se formar e ficar sem uma ocupação profissional. 

Não se esqueça de que o curso de Medicina Veterinária da Estácio é considerado o melhor do estado do Rio de Janeiro oferecido por uma instituição de ensino superior privada, sendo o terceiro quando comparado com as públicas. Os alunos têm aulas práticas desde o primeiro período, em laboratórios especializados e com a orientação de professores mestres ou doutores.

Enfim, cursar Medicina Veterinária na Estácio é fazer parte de uma tradição que já dura mais de vinte anos e formou muito médicos veterinários — eles saíram da faculdade atualizados e preparados para o mercado de trabalho.

Se você gostou do conteúdo, aproveite para investir no futuro e faça a sua inscrição no curso agora mesmo!

Calouro a bordoPowered by Rock Convert
CARREIRAS DA SAÚDEPowered by Rock Convert
Você também pode gostar