Como estudar mais em menos tempo: 7 dicas para otimizar seus estudos

como estudar mais
6 minutos para ler

Você planeja estudar, separa os livros, cadernos e notebook, mas sente que, mesmo depois de horas fazendo leituras e exercícios, sua produtividade é baixa? Além da frustração, vem sempre o questionamento: o que estou fazendo de errado?

Como assimilar todos os tópicos de maneira eficiente? Como estudar mais em menos tempo? Essas dúvidas rodeiam a mente dos estudantes, afinal, geralmente, eles se deparam com um volume de matérias grande e um prazo curto demais para dar conta de repassar todas as disciplinas.

Se você busca dicas de como otimizar os estudos, veio ao lugar certo. Continue a leitura e fique por dentro de como melhorar seu rendimento e se dar bem nas provas!

1. Aposte na aprendizagem contextual

Muita gente acredita que a memorização é a melhor forma de estudar. Essa maneira de assimilar o conteúdo pode dar certo para alguns estudantes, mas não é válida para todo mundo.

Um jeito de aprender mais rápido é por meio da conexão de ideias. Trata-se de uma técnica de estudos personalizada, em que o aluno cria um método de encadear as informações de modo que façam sentido para ele.

Isso se chama aprendizagem contextual, uma forma de repassar as matérias fazendo a conexão dos assuntos de um jeito que facilite a lembrança no dia da prova. Você pode associar os conceitos estudados a nome de filmes, animais ou a até times de futebol.

2. Elabore resumos

O volume de tópicos que precisam ser lido e a lista de exercícios para fazer assustam muitos estudantes. Mas, se você quer conhecer uma maneira de como estudar mais, a dica é fazer resumos.

Você lê a matéria toda e seleciona somente as informações mais importantes, passando-as para o caderno. Você pode, inclusive, grifar com um marca-texto as palavras-chave para otimizar a revisão depois.

Ao fazer o resumo, você estuda escrevendo, o que também vai ajudar a aprender mais rápido. Isso acontece porque, ao ler a matéria, interpretar e passar para o papel os tópicos principais, você ativa outras áreas do cérebro, o que melhora seu raciocínio lógico e também a memorização.

3. Use cartões de memorização

Se você quer saber como estudar mais, pode incorporar os cartões de memorização na hora de se preparar para as provas. Como funciona? Você recorta diversos cartões (do tamanho de um cartão de visitas) em uma cartolina e arruma 3 caixas.

Em cada cartão, você coloca uma pergunta na frente e a resposta no verso. A dica é selecionar os assuntos principais das disciplinas cobradas nos exames.

Para começar, você coloca todos os cartões na caixa 1. Na sequência, pega um cartão e tenta responder a questão. Se acertar, o cartão vai para a caixa 2, se errar, volta para a caixa 1. Com a caixa 2, você faz o mesmo esquema: se acertar, coloca na caixa 3; se errar, volta para a caixa 1.

Em resumo: na caixa 1 estarão as fichas que você ainda erra e, na 3, aquelas que você acerta e que, portanto, já aprendeu e memorizou o conteúdo. Para otimizar os estudos, você revisa a caixa 1 uma vez ao dia, a caixa 2, a cada 2 dias, e a caixa 3, a cada 3 dias.

4. Ensine a matéria para um colega

Uma maneira de reter com mais facilidade os assuntos é se reunir com um colega e ensinar a matéria para ele. Como você vai buscar meios de ser o mais didático possível para transmitir o conteúdo, conseguirá aprender mais ao assumir o papel de professor.

Além disso, estará mais engajado e motivado para assimilar os assuntos, o que também ajuda na otimização dos estudos.

5. Estude em um local diferente

Você senta todo dia na escrivaninha do seu quarto, separa os materiais para estudar e perde o interesse com facilidade? Já pensou em trocar o local de estudos? Pode parecer uma bobagem, mas vai aumentar sua concentração e o nível de retenção das informações.

Você pode se preparar para os exames na biblioteca pública, na da faculdade ou até mesmo em um café. O importante é escolher um local tranquilo, em que você não será interrompido.

6. Respeite seu relógio biológico

Como estudar mais? Que tal aproveitar os períodos do dia em que seu rendimento é maior? Estamos sugerindo que respeite seu relógio biológico e aproveite os momentos em que você tem mais disposição para repassar o conteúdo.

Tem alunos que acordam cheios de energia e, assim, podem aproveitar para estudar logo pela manhã. Já outros levantam mais cansados e são mais produtivos à noite, por isso devem se preparar para a prova antes de dormir.

Ao levar em conta essa questão, você consegue aprender mais rápido e se concentrar melhor nas leituras e exercícios.

7. Programe pequenas pausas

Você sabia que uma das maneiras de otimizar os estudos é justamente fazer pequenas pausas? Pode parecer contraditório, afinal, você não quer perder nem um minuto sequer para assimilar todas as matérias, não é mesmo?

Estamos falando de intervalos curtos. Por exemplo: fazer pausas de 10 minutos a cada hora de estudo para que você possa esticar o corpo, beber água ou fazer um lanche. Nessas paradas, você relaxa um pouco e tem mais energia para dar continuidade aos estudos. Mas não vale interromper o ritmo a qualquer momento: é preciso se programar e seguir certinho o que foi estipulado.

Se você não sabe como incorporar essa dica na rotina de estudos, pode adotar a técnica Pomodoro, na qual você estuda por 25 minutos sem interrupção — o que equivale a 1 pomodoro — e faz um intervalo de 5 minutos. Após repetir 4 pomodoros, faz uma pausa maior, de 15 a 20 minutos.

Se você quer saber como estudar mais, precisa colocar em prática as dicas que apresentamos. Em pouco tempo, vai perceber que é possível aprender mais rápido e sem precisar ficar estressado na hora de se preparar para as provas.

Já que você busca melhorar sua produtividade, por que não monta um grupo de estudos? Saiba o que fazer para criar o seu!

Você também pode gostar