Como entrar no mercado de trabalho: 9 pontos importantes para se considerar

como entrar no mercado de trabalho
6 minutos para ler

Os avanços tecnológicos alteraram os processos produtivos nas grandes empresas e, com isso, novas exigências passaram a ser priorizadas na contratação de funcionários — esses assuntos, inclusive, são temas frequentes em podcasts de carreira. Nesse caso, ter uma formação de qualidade e investir em especializações continuam sendo diferenciais para conseguir um bom cargo.

Porém, se você está se perguntando como entrar no mercado de trabalho, saiba que só isso não basta. Além das habilidades técnicas, é preciso desenvolver suas habilidades comportamentais e de mercado com foco no seu autoconhecimento e em um bom plano de carreira.

Pensando nisso, preparamos este post com 9 pontos importantes para você treinar suas competências e conseguir um lugar de destaque. Continue a leitura e se inspire!

Habilidades técnicas

1. Invista em uma formação de qualidade

Não é segredo para ninguém que investir na própria qualificação é imprescindível para o sucesso profissional. Em um mercado cada vez mais competitivo, parar no tempo é um verdadeiro atentado à sua carreira. Portanto, se você interrompeu os estudos por algum motivo, retome a faculdade ou invista em um curso de pós-graduação para ampliar conhecimentos e aperfeiçoar seu perfil profissional.

Se o problema for falta de tempo e dinheiro, não se preocupe, pois existem instituições com condições facilitadas que permitem equilibrar essas questões. Um curso a distância ou semipresencial, por exemplo, pode ser a alternativa ideal para o seu caso. Dessa forma, dá para organizar seu próprio cronograma de estudos e até mesmo trabalhar e estudar ao mesmo tempo.

2. Estude novas línguas

Aprender inglês e outros idiomas é sempre um diferencial no currículo, considerando-se que pouquíssimas pessoas têm acesso a esse tipo de conteúdo durante as fases do colégio. Sabemos que estudar novas línguas demanda tempo e dedicação, mas o importante é não ficar parado.

Dá para se matricular em um curso mais acessível com um professor particular ou, quem sabe, aprender de forma autodidata com conteúdos disponibilizados na internet. Esta última dica é especialmente válida se você já tiver algum conhecimento prévio do idioma.

3. Monte um bom currículo

Montar um currículo interessante e um bom perfil no LinkedIn também faz parte das competências técnicas de quem está buscando recolocação no mercado de trabalho. Afinal, o currículo funciona como um cartão de visitas, portanto, ele precisa ser atraente desde o primeiro olhar. Para isso, destaque suas competências de forma simples, clara e objetiva.

Relate suas experiências mais atuais e priorize aquelas que têm a ver com as demandas da vaga que você almeja. Uma dica para saber se o seu currículo está mesmo atraente é se colocar no papel do entrevistador e se perguntar: “Se eu fosse o recrutador, o que eu realmente gostaria de saber a respeito desse candidato?”

Habilidades comportamentais

4. Busque autoconhecimento

Autoconhecimento é uma palavra comum nos dias de hoje. Na rotina agitada do nosso cotidiano, se conhecer bem se tornou algo essencial para definir suas prioridades e saber quais são seus limites. Por exemplo: não adianta nada ficar levando serviço para casa se você está prejudicando seu relacionamento com a família e seu próprio descanso, certo?

Guia de carreiras: Engenharias.Powered by Rock Convert

Por isso, trabalhe sua inteligência emocional e procure manter um equilíbrio sadio entre trabalho e compromissos pessoais. É muito importante tirar um tempo para si mesmo e para o seu lazer. Assim, de fôlego renovado, você terá mais energia para redefinir suas metas e chegar exatamente aonde quer.

5. Seja proativo

A proatividade é outra habilidade comportamental indispensável para quem quer descobrir como entrar no mercado de trabalho. Ser proativo significa não se limitar às suas atribuições. Procure chegar aos seus superiores com soluções ao invés de problemas. Sempre que surgir um desafio, pare e pense no que você pode fazer para solucioná-lo sem precisar recorrer a outros setores.

Do mesmo modo, antecipe as questões e saia na frente sempre que puder. Não se trata de pegar serviços que não são seus, mas sim de antever algumas situações e começar a trabalhar nelas antes mesmo de ser demandado. Colaboradores com essas habilidades certamente serão mais reconhecidos pelos chefes e supervisores diretos.

6. Treine seu foco e disciplina

Ser disciplinado significa alcançar dentro do prazo proposto aqueles objetivos que você mesmo listou. É claro que, para ter sucesso nessas proposições, é fundamental se dedicar diariamente e com muita atenção para não perder o foco. Saiba que falhas e imprevistos vão acontecer, mas não fique se remoendo por eles.

Coloque um ponto final no erro e siga em frente com a missão de cumprir as outras demandas. Ter uma lista completa de afazeres e um planejamento metódico também auxilia muito a não sair da linha.

Habilidades de mercado

7. Construa boas relações profissionais

Além de se relacionar bem com seus supervisores e colegas de serviço, o famoso networking também é crucial para impulsionar sua carreira, permitindo encontrar novas parcerias e possibilidades de atuação. O ambiente da faculdade ou da pós-graduação é muito frutífero para isso, já que se trata de um local em que a troca de conhecimento e experiências é constante e riquíssima.

8. Tenha um plano de carreira

Antes de tudo, trace um bom plano de carreira. Não entre em uma empresa pensando em ficar restrito àquele cargo. É importante pensar no seu futuro e vislumbrar posições cada vez melhores para que você possa chegar aonde sempre sonhou. Para isso, invista na sua formação e vá se preparando aos poucos para quando surgir a oportunidade. Assim, você nunca passará despercebido.

9. Conheça as empresas do seu interesse

Não conhecer a fundo o perfil das empresas do seu interesse é um erro muito comum de quem está tentando entrar no mercado de trabalho. Aqui vai a dica de ouro: antes de participar de qualquer processo seletivo, estude muito bem a missão, a visão e os valores da companhia na qual você pretende ingressar. Isso trará mais confiança e convicção para conversar com os recrutadores e “falar a mesma língua” que eles durante as entrevistas.

Prestando atenção a esses pontos, conseguir uma vaga será mais fácil do que você imagina. Saber como entrar no mercado de trabalho não é um mistério, mas sim, uma questão que depende basicamente do quanto você desenvolve as suas habilidades, sejam elas técnicas, comportamentais ou de mercado.

Agora que você já descobriu em que precisa investir para entrar no mercado de trabalho, aproveite e compartilhe essas dicas valiosas com seus amigos nas redes sociais!

Você também pode gostar