4 dicas para quem vai começar o curso no meio do semestre

começar o curso no meio do semestre
6 minutos para ler

Você não conseguiu entrar no início do período letivo na faculdade e está cogitando começar o curso no meio do semestre, porém, se sente em dúvidas se essa é ou não uma boa escolha? Pois saiba que há muitos outros jovens encarando esse mesmo dilema e tentando decidir o que é o melhor para o futuro acadêmico deles. Afinal, o receio de não conseguir acompanhar o conteúdo ou ficar deslocado em relação aos colegas da turma é algo real.

Pensando em iniciar a graduação no meio do semestre? Pois veja o que fazer para se adaptar mais rapidamente!

Por esse motivo, vamos falar a respeito do assunto e explicar não só o porquê esse tipo de ingresso tardio ocorre, mas também se essa é uma decisão acertada e como se adaptar à graduação e garantir um bom desempenho. Acompanhe!

Por que algumas pessoas entram no meio do semestre na faculdade?

Os motivos para começar o curso no meio do semestre são bem variados. Alguns estudantes, por exemplo, ficam dependentes do resultado de programas de bolsa de estudo ou financiamento estudantil, como o Fies e o Prouni, para iniciar a graduação, uma vez que não têm como arcar com o valor das mensalidades. Por conta disso, eles acabam adiando o início da vida acadêmica enquanto aguardam a aprovação.

Já outros alunos, por sua vez, ficam indecisos entre dois ou mais cursos. Daí se matriculam em uma delas, acompanham as aulas e percebem que, na verdade, essa não é a formação que querem ter. Como resultado, desistem dela e ingressam na outra opção.

Há também o caso de jovens que já trabalham, muitas vezes em turnos alternados ao longo da semana, e levam algum tempo até ajustar os horários no emprego para ter um período do dia livre (como a manhã ou a noite) para se dedicar à própria formação.

Além disso, há pessoas que estão mudando de cidade e, por conta disso, não conseguem aproveitar o processo seletivo regular de novos alunos na instituição que desejam. Porém, após se estabelecerem no novo endereço, conseguem uma vaga na faculdade depois de fazerem outras edições do vestibular ou usarem a nota que tiveram no Enem.

Vale a pena começar um curso no meio do semestre?

“Entendi o porquê muitas pessoas decidem começar o curso no meio do semestre. Porém, essa realmente é uma boa ideia?”, você deve estar se questionando. Afinal, os alunos nessa situação pegam, como diz o ditado, o trem a todo vapor.

Já houve algumas semanas de aulas, parte do conteúdo das disciplinas foi lecionado, o cronograma acadêmico do semestre foi explicado, ocorreu a apresentação da estrutura do campus e dos setores da faculdade e os alunos da turma apresentados uns aos outros. Porém, por mais que essa situação pareça difícil à primeira vista, não se desespere.

A verdade é que todas essas atividades podem ser recuperadas, realizadas ou colocadas em prática a partir do seu ingresso. Nada está perdido ou irremediável. Basta, é claro, um pouco de empenho nos estudos e dedicação à sua formação.

Portanto, a resposta para a sua pergunta é, sim, vale a pena pelo que acabamos de falar. Além disso, você não precisa adiar sua formação deixando para fazer o curso apenas no próximo semestre. Pode começá-lo agora e usar o tempo ao seu favor.

Quais as dicas para ser um ótimo aluno mesmo entrando no meio do semestre?

Decidiu que vai começar o curso no meio do semestre? Então fique atento às nossas dicas para otimizar a sua entrada e o principal: facilitar a sua adaptação às aulas, à turma e ao conteúdo do curso. Confira!

Converse com a coordenação do curso

A primeira delas é conversar com a coordenação do curso escolhido. Afinal, o seu coordenador pode ajudá-lo (e muito) no processo de adaptação à faculdade e responder suas dúvidas (sobre presença nas aulas, provas, participação em trabalhos etc.). Além disso, ele reporta ao corpo docente sobre você e os demais estudantes na mesma situação para que, caso necessário, sejam adotadas aulas ou atividades complementares.

Peça auxílio e orientação aos professores

Após conversar com a coordenação do curso, bata um papo com os professores e peça a orientação deles sobre como acompanhar as aulas. Isso porque são justamente os docentes quem planejam o conteúdo programático das disciplinas.

Logo, eles podem indicar livros, fornecer os slides que apresentaram aos demais alunos, sugerir material complementar de estudo entre outras soluções que o ajudem a ficar por dentro da matéria. Para completar, é possível combinar períodos da aula para eles sanarem suas dúvidas e até indicar atividades extras.

Tenha uma rotina de estudos e de reposição de matéria

Outra dica útil é ter uma rotina de estudo bem definida para dois propósitos. O primeiro é repor o conteúdo que você não acompanhou em tempo real. Assim, você pode identificar rapidamente se há tópicos nos quais tem dificuldade e listar as dúvidas para debater com os professores. O segundo, por sua vez, é para revisar e exercitar o que está sendo visto nas aulas em que você está presente. Com isso, você consegue estudar mais e se preparar para as avaliações que estão previstas no currículo da graduação.

Integre-se aos seus colegas

Por fim, busque conhecer e integrar-se aos seus colegas. Isso é importante para você se sentir parte da turma, fazer amizades e até estabelecer uma futura rede de contatos que vão ser úteis para a sua carreira mais à frente.

Além disso, essa interação vai permitir que você consiga acesso a anotações de aulas passadas e resumos dos conteúdos, assim como trocar informações sobre a faculdade e o funcionamento dela e também participar de grupos de estudos que estejam acontecendo.

Viu só como começar o curso no meio do semestre é algo que dá para se realizar e que, com algumas medidas, é possível acompanhar, sim, o ritmo da turma e ainda ter boas médias? Portanto, não se acanhe, nem abra mão dos seus objetivos por conta de uma ou outra dificuldade. Ao contrário, encare essa situação como um desafio que pode ser superado e trazer benefícios para o seu futuro acadêmico e profissional.

Gostou do tema debatido no post? Compartilhe-o nas redes sociais com os seus amigos que estão com a mesma dúvida para ajudá-los a tomar a decisão mais acertada!

Você também pode gostar