O que todo calouro na faculdade precisa saber e que quase ninguém conta!

calouro na faculdade
7 minutos para ler

Encontrar a sala de aula no primeiro dia, socializar com os colegas de turma e dar conta da exaustiva carga de leituras do curso são só algumas das preocupações de um calouro na faculdade. É absolutamente normal se sentir desconfortável diante da situação, até porque o ambiente universitário não é nada parecido com aquele que você conheceu no Ensino Médio.

Nessa nova fase, é importante caminhar com os próprios pés e saber muito bem aonde se quer chegar. É claro que haverá desafios, mas eles podem ser facilmente superados com tranquilidade, organização e disciplina. Quer saber como? Então continue a leitura e descubra o que todo calouro precisa considerar antes de começar o curso!

A ansiedade do calouro na faculdade

Como adiantamos, a primeira coisa que os calouros precisam ter em mente é que o núcleo universitário é bem diferente daquele que estavam acostumados no Ensino Médio. Alguns professores já não são tão próximos assim dos alunos e até mesmo aquela falsa hierarquia entre os veteranos e os novatos é motivo de tensão.

Mas quanto a isso, não se preocupe. Na verdade, os veteranos são grandes aliados dos calouros e costumam ajudar bastante nesse momento inicial, apresentando as instalações da faculdade, as disciplinas do curso e os colegas das outras turmas.

Para superar a ansiedade, pense na faculdade como um grande ponto de partida da sua carreira profissional. Ao longo do percurso, o acúmulo de experiências e a criação de laços afetivos serão tão intensos que rapidinho você vai perceber o quanto valeu a pena.

Aproveite o momento para começar a treinar suas habilidades profissionais, mas não se esqueça de que o lado pessoal também deve ser levado em conta. Faça amigos, aproxime-se dos professores e crie vínculos com aquelas pessoas com quem você se identifica. Muitas vezes, essa é a fase ideal para fazer amizades que vão durar pelo resto da vida.

Afinal, todo mundo ali está buscando um pouco desse afeto para equilibrar as emoções em um ambiente desconhecido. Lembre-se de que a fase é de independência, comprometimento e muita maturidade. Você terá que tomar decisões importantes sozinho e será seu próprio guia para encarar os estudos com disciplina e responsabilidade.

6 dicas para ser um calouro na faculdade

Vamos agora às 6 dicas práticas para não deixar que a ansiedade atrapalhe o início da sua jornada acadêmica.

1. Conheça bem o campus

Parece bobagem, mas se sentir meio perdido no primeiro dia de aula é algo natural para todo calouro na faculdade. São tantos blocos, prédios e corredores que fica mesmo difícil saber para onde seguir. Por isso, a dica de ouro é visitar o campus antes do início das aulas e localizar os principais ambientes que farão parte da sua rotina: salas de aula, salas de estudo, biblioteca, banheiros, lanchonetes e por aí vai.

2. Faça bons amigos

É claro que não dá para se tornar melhor amigo de infância de alguém no primeiro dia de faculdade. Mas é interessante aproximar-se dos colegas e, aos poucos, criar vínculos afetivos. Isso se chama inteligência emocional. Lembre-se: muitos estão ali com a mesma ansiedade que você, portanto, o acolhimento será mútuo e importantíssimo para ambos os envolvidos.

Outra sugestão é não ficar restrito ao círculo de amizades da sua própria turma. Converse também com veteranos do curso, até para entender melhor como tudo funciona. Eles podem dar dicas valiosas sobre determinados professores, materiais de apoio e grupos de estudo na sua área.

Além disso, os veteranos já conhecem bem o campus e poderão apresentar aos calouros os laboratórios, cursos complementares, locais para tirar xerox etc. Sem falar que estão por dentro dos eventos acadêmicos dentro e fora da faculdade. Eles podem indicar tanto quais são as melhores palestras quanto quais são as melhores festas. Que tal?

3. Reforce o seu ciclo de contatos

Muito provavelmente, seu ciclo de amizades será também uma boa oportunidade para trocar informações privilegiadas sobre cursos extras, congressos, estágios, entre outras atividades acadêmicas. Contudo, é importante ampliar um pouco os horizontes e reforçar esse ciclo com os veteranos e professores. Estes, por sinal, podem ser ótimas fontes de indicação profissional no futuro.

O famoso trote, por exemplo, é uma forma de integração entre veteranos e calouros na faculdade. Mas preste muita atenção para não entrar em roubada. Trotes abusivos não são permitidos e devem ser denunciados. Já os trotes solidários, como pedir dinheiro no sinal, estão liberados e ajudam muito na socialização. Dá até para usar a grana no primeiro happy hour com as turmas!

4. Participe de um grupo de estudos

É comum que os cursos de graduação tenham grupos de estudo voltados para assuntos específicos, geralmente coordenados por um professor com pesquisas em andamento na área. Consulte seus professores para saber se há grupos disponíveis e entre naquele que tiver mais a ver com seus interesses acadêmicos.

Além de ser uma ótima forma de aprofundar conhecimentos, um grupo de estudo permite estreitar os laços com demais estudantes da área. Inclusive, conforme seu desempenho, poderá até ser convidado para participar de projetos de extensão de algum professor específico, desenvolvido com auxílio de bolsas de iniciação científica.

5. Seja organizado e disciplinado

A carga de leituras de um curso de graduação é bastante exaustiva, independentemente da área de estudo. A dica básica para não se atropelar com os conteúdos é ter muita organização e disciplina com os textos. Sabemos que nem sempre será possível ler todos os conteúdos indicados pelo professor na bibliografia do curso ou em sala de aula.

Porém, é importante ler a maior parte do que foi pedido para conseguir participar das aulas sem se sentir um extraterrestre no meio daquele assunto. Mesmo que não seja possível dedicar mais tempo para as leituras, separe ao menos uma parte do seu dia para absorver os principais conteúdos.

Leia com atenção, releia se for preciso e anote todas as suas considerações a respeito. Se houver dúvidas, leve-as para a sala de aula. Essa é a maneira mais saudável de conduzir o curso sem deixar que os compromissos se acumulem como uma bola de neve. Assim, na hora da prova vai ser moleza dar conta de tudo.

6. Tenha uma reserva financeira

Não se esqueça de que a faculdade não é o fim da linha. Pelo contrário, é só o começo da sua carreira. Portanto, prepare-se para o momento depois da formatura. Ter uma reserva de emergência é essencial para lidar melhor com o que vier pela frente: um novo emprego, uma especialização ou até uma segunda graduação.

Comece a fazer seu planejamento financeiro já no início do curso e defina muito bem todos os seus gastos. Anote os fixos, como moradia, transporte e alimentação, e corte os supérfluos — mas pode deixar aquela graninha para o fim de semana, viu? O segredo está no equilíbrio.

Com essas dicas, ser um calouro na faculdade será muito mais fácil do que você imagina. Respire fundo, mantenha seu foco e vá em busca do seu sonho!

Agora, aproveite para compartilhar este post com seus amigos nas redes sociais!

Calouro a bordoPowered by Rock Convert
Você também pode gostar