Os benefícios e desafios da pesquisa acadêmica para a sua carreira

pesquisa acadêmica
8 minutos para ler

Durante a faculdade, diversas atividades extraclasse geram impacto na vida profissional. A pesquisa acadêmica é uma das mais importantes. Afinal, tanto quem deseja seguir carreira na área como quem tentará concursos públicos e empregos pode se beneficiar de um trabalho científico bem realizado na graduação. 

A oportunidade consiste em desenvolver competências e conquistar as primeiras realizações para o currículo. Além disso, muitas vezes, os alunos da graduação são bastante inovadores e contribuem para oxigenar produtos, serviços, conhecimentos e técnicas em uma disciplina. 

Então, se você se interessou pelo tema, continue a leitura deste conteúdo. Ao longo do texto, apresentamos a pesquisa acadêmica, tiramos dúvidas e explicamos como realizar um trabalho de qualidade nessa área. Não deixe de conferir! 

O que uma pesquisa acadêmica tem de diferente? 

A pesquisa faz parte do nosso cotidiano desde muito cedo. Quer seja no Ensino Fundamental, quer seja no Ensino Médio, sempre tivemos uma parte da nota composta por trabalhos, redações, apresentações e atividades complementares, não é mesmo? Logo, o que a pesquisa acadêmica tem de diferente? 

Objetivo da pesquisa acadêmica 

Podemos começar pela finalidade. Quando fazíamos trabalhos na escola, o objetivo era demonstrar nosso conhecimento sobre um determinado assunto. Por exemplo, um trabalho sobre o ciclo de reprodução dos mamíferos será avaliado com 10 se descrevermos o que está nos livros de Biologia com as nossas palavras. 

Já a pesquisa acadêmica tem como alvo suprir uma necessidade de conhecimento, ou seja, partimos de um problema. No exemplo anterior, a finalidade não seria demonstrar que entendemos o ciclo reprodutivo, mas encontrar uma ou algumas questões nesse assunto e ir atrás das respostas. 

Pensamento crítico e profundidade 

Nesse sentido, o pensamento crítico é muito mais exigido do que em um trabalho. Para entregar respostas para as questões, o pesquisador analisa as causas e fundamentos dos fenômenos estudados. Por esse motivo, o resultado é muito mais aprofundado. 

Destinatários e formatação

Outra característica é que, enquanto os trabalhos se destinam ao avaliador, a pesquisa acadêmica está voltada para toda a comunidade científica. Não à toa, a formatação deve seguir padrões, que, no Brasil, são definidas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT)

Vale ressaltar que, anualmente, as faculdades montam apostilas sobre as normas da ABNT para publicação científica, porque é uma necessidade dos alunos que farão o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). Logo, você pode pedir uma cópia no setor responsável. 

Referências 

Por fim, é uma exigência diferenciar muito bem o que é o pensamento próprio e o que foi desenvolvido por outros estudiosos. Há um rigoroso controle sobre as referências do trabalho, além de elas influenciarem na qualidade e autoridade da pesquisa. 

Como fazer uma boa pesquisa acadêmica? 

Agora que você já entende um pouco melhor as características da pesquisa acadêmica, reunimos práticas para melhorar o desempenho. O foco é o estudo durante a faculdade, que pode ser exigido em alguma disciplina ou realizado de maneira extracurricular. Confira 5 dicas a seguir: 

Monte um grupo de pesquisas

Se você ainda está começando, é importante reunir colegas que também tenham interesse em pesquisa. O objetivo é ter pessoas para compartilhar ideias, experiências, referências, ferramentas para estudar, materiais, bem como receber feedbacks. 

Caso vocês entendam ser o melhor caminho, vocês podem realizar algumas pesquisas acadêmicas em conjunto para dividir o trabalho e acelerar o envio para publicação. 

Dedique-se ao projeto de pesquisa 

A elaboração do projeto é uma etapa anterior à pesquisa científica. Nele, criamos um mapa para guiar as atividades, descrevendo o tema, objetivos, problema, justificativas, referências, cronograma, entre ouros elementos. Logo, norteamos as ações futuras e criamos um documento para apresentar terceiros, que possam contribuir com sugestões, materiais, recursos, trabalho etc. 

Comece por temas pontuais 

No início, uma das medidas para desenvolver um trabalho com mais facilidade e aumentar as chances de publicação é focar em tópicos mais específicos, especialmente dúvidas pontuais de uma matériaestudos de caso e questões da sua cidade. Assim, você ganhará prática, suprindo a necessidade de nichos, em vez de atuar nos temas em que há maior competição. 

Use fontes confiáveis 

Também é importante saber onde encontrar boas referências, inclusive, as estrangeiras. ScieloGoogle AcadêmicoERIC e CAPES trazem repositórios de artigos e monografias publicadas em todas as áreas do conhecimento. Igualmente, não se esqueça de pesquisar nos livros, especialmente em livrarias e bibliotecas físicas ou digitais.

Ah! Se você tiver dificuldades para ler em inglês, utilize o plug-in do Google Tradutor. Com ele, é possível traduzir o conteúdo das páginas de internet para o Português, apenas clicando no ícone do aplicativo, que ficará na barra do navegador Chrome. 

Estude metodologia de pesquisa 

A metodologia de pesquisa é uma disciplina da maioria das faculdades. No entanto, o ideal é você se antecipar e buscar palestras, vídeos, livros e outros materiais sobre o assunto. A biblioteca é uma boa fonte de informação, além de existirem muitos materiais online. 

Isso é importante porque, no início, o mais difícil é se acostumar com a linguagem e formato das pesquisas científicas. Há regras sobre quase tudo: escrever na terceira pessoa, colocar citações em destaque, evitar situações que possam ser interpretadas como plágio e expor as ideias com clareza e objetividade, por exemplo. 

Vale a pena fazer uma publicação na faculdade? 

Ao encontrar um tema interessante, a pesquisa científica terá bastante significado pessoal, além de você contribuir com a comunidade. Os benefícios, no entanto, também se estendem para a carreira profissional, existindo vantagens nos principais segmentos: público, privado e acadêmico. 

Ganhar experiência profissional 

As atividades são uma forma de minimizar a necessidade de experiência profissional nos primeiros empregos. Sem contar que, atualmente, existe uma tendência de embasar as decisões empresariais em dados e pesquisas científicas, como o uso de Big DataBusiness Intelligence e People Analytics

Desenvolver competências

Ao lado da técnica de metodologia de pesquisa, a pesquisa acadêmica contribui para o desenvolvimento da inovação, criatividade, comunicação, capacidade de aprendizagem e escrita, bem como da liderança e colaboração nas atividades em grupo. Logo, você adquire algumas das competências mais importantes para ter empregabilidade. 

Mais do que isso, é possível comprovar as competências no currículo, ao mencionar as publicações realizadas e o período dedicado às pesquisas, transmitindo confiança ao recrutador. 

Montar um portfólio 

Vale ressaltar também que pesquisa é o trabalho relacionado a ir atrás das respostas para o problema, enquanto o artigo científico é apenas um dos tipos de trabalho acadêmico. Assim, a partir das atividades, é possível compor um portfólio com diferentes materiais, como livros, coletâneas de artigos, ensaios, posts de redes sociais, infográficos, palestras e textos de blog. 

Conquistar pontos em avaliações 

As vantagens abrangem, ainda, as avaliações que consideram pontos por títulos. Concursos públicos, mestrados e doutorados são os principais exemplos em que ter um histórico de publicações científicas fará toda a diferença, pois os artigos e monografias são critérios de classificação. 

Ter reconhecimento profissional 

Trabalhos com qualidade, que sejam publicados por revistas científicas e periódicos digitais, são uma forma de conquistar reconhecimento e destaque em uma área. Assim, ao término da faculdade, quando todos darem a largada para suas carreiras, o aluno protagonista — que usou as oportunidades, entre elas, a pesquisa — estará muito mais à frente. 

Sendo assim, você tem bons incentivos para seguir as dicas e iniciar uma pesquisa acadêmica. Procure um tema de seu interesse, reúna pessoas que possam contribuir com as atividades e comece o seu histórico de realizações na área! 

Se este conteúdo foi útil, assine a nosso newsletter para receber materiais ricos e tirar o máximo de proveito da sua graduação! 

Você também pode gostar

Deixe um comentário