5 dicas de meditação para aliviar a tensão

dicas de meditação
8 minutos para ler

Desejar uma boa pontuação em diferentes provas para garantir uma bolsa na faculdade é uma prática comum entre os estudantes. Para alguns deles, no entanto, a preocupação com as avaliações passa a ser excessiva, gerando estresse e ansiedade pré-vestibular e isso pode acabar impactando na performance. 

Portanto, se você se identifica com esse grupo, talvez esteja na hora de investir em técnicas de relaxamento, como fazer meditação, atividades físicas e, até mesmo, se dedicar a um hobby.

Hoje, falaremos especificamente da meditação! A tranquilidade proporcionada por ela trará foco e ânimo para dar o seu melhor em qualquer exame, seja de uma instituição pública ou de uma faculdade privada

Ficou curioso para conhecer algumas dicas de meditação que possam ser aplicadas em casa? Neste post, vamos mostrar os principais benefícios desse tipo de exercício e um passo a passo simples de como fazer meditação, para você testar quando estiver em véspera de vestibular.

Continue a leitura e saiba mais!

A tensão no pré-vestibular

É grande o número de pessoas que têm dificuldade para lidar com os períodos que antecedem as avaliações individuais. Afinal, é nesses momentos que muitas de suas habilidades são colocadas à prova, trazendo aquela insegurança em relação ao próprio desempenho.

Quando se trata de vestibular, as angústias podem aumentar, isso porque o aluno depende de uma aprovação para garantir o início da carreira escolhida. Nesses casos, é normal que a tensão resultante das expectativas contribua para o surgimento de inquietação, nervosismo e até irritabilidade.

Felizmente, esses sintomas podem ser amenizados ou eliminados com algumas dicas de meditação. O objetivo é fazer treinos mentais para garantir atenção plena ao momento presente, sendo possível controlar seus medos, desenvolvendo o autoconhecimento e melhorando a capacidade de realizar inúmeras atividades.

As práticas meditativas variam bastante, podendo durar poucos minutos ou se estender por horas. O tempo envolvido nesse tipo de atividade dependerá de suas preferências e necessidades, mas é sempre indicado fazer o exercício até que tenha condições de sentir os benefícios.

Falando em benefícios, conheça abaixo quais são eles.

Benefícios da meditação

Antes de passarmos para as dicas de meditação, confira 5 benefícios ideais para o momento, que você adquire da forma em que preferir:

  1. Auxilia na administração e foco em multitarefas;
  2. Amplia o autoconhecimento e autoestima;
  3. Reduz a perda da memória;
  4. Controla a ansiedade;
  5. Reduz o estresse.

Combina com o que você sente ou quer conquistar? Então, vamos colocar em prática! Veja 5 dicas de meditação para aliviar a ansiedade pré-vestibular!

5 dicas de meditação para estudantes

Na hora de ler ou resolver simulados, uma mente despreocupada passa a ser tão importante quanto um corpo descansado, concorda? E é exatamente isso que a meditação te proporcionará.

Por isso, ter acesso a algumas dicas de meditação pode mudar tanto seu desenvolvimento na prova, quanto nos demais quesitos em sua vida.

A meditação também contribui para um sono de qualidade, o que faz com que você esteja sempre disposto a cumprir seus afazeres. Por conta disso, é um exercício bem interessante para incluir na rotina de quem pretende trabalhar e fazer faculdade ao mesmo tempo, por exemplo.

Mas, o ponto principal dessas dicas é: toda pessoa tem condições de praticá-las e desfrutar de seus benefícios,  inclusive você. 😍

Dito isso, vamos para as dicas de meditação que serão trabalhadas em passos. Por isso, já se acomode e acompanhe com a gente!

1. Defina o melhor horário

Uma das dicas de meditação super importante é caprichar no horário. Meditar demanda concentração, portanto, não dá para planejar o evento antes de um compromisso importante, você pode acabar não focando tanto quanto gostaria. 

O ideal é avaliar sua rotina e incluir o exercício em um horário oportuno, ou seja, que permita a prática sem a interferência de terceiros ou de preocupações cotidianas.

Se você é iniciante, o mais indicado é fazer o exercício logo após acordar, pois estará com o corpo mais relaxado. Outro momento que proporciona esse efeito é o banho, então, reserve alguns minutos depois de sair do chuveiro. 

Já algumas pessoas preferem fazer tudo antes de dormir, por isso, avalie a melhor possibilidade e marque na agenda. Se você gosta do pôr do sol, ou prefere as estrelas, use isso a seu favor, pode ser uma estratégia para ficar ainda mais relaxado.

2. Escolha um ambiente tranquilo

dicas de meditação

As condições do local também interferem na qualidade dos exercícios meditativos. O ideal é que você procure um ambiente onde se sinta bem, que seja agradável e pouco frequentado no momento da meditação, pelo menos no início da prática. Pode ser seu próprio quarto, um cantinho da sala ou até na varanda.

É importante que o espaço seja tranquilo e receba poucos ruídos (de máquinas, aparelhos, veículos, animais domésticos, crianças etc.), ou seja, tudo que possa tirar a sua atenção. Dessa forma, você terá mais facilidade para se atentar aos seus sentidos e em cada instante vivido.

3. Encontre uma posição confortável

A terceira dica de meditação também é muito importante, tanto para sua ergonomia, quanto para concentração. 

Sentar com as pernas cruzadas e as costas retas (posição conhecida como lótus) é uma das melhores maneiras de começar a meditação. Também é possível deitar, contanto que isso não cause sono. Faça testes até encontrar a solução mais confortável.

Além disso, a sensação de sufoco ou de calor excessivo não combinam com bem-estar e relaxamento, certo? Por isso, outro conselho comum entre as dicas de meditação é priorizar roupas leves e que fiquem mais largas no corpo, proporcionando maior liberdade de movimentos. Analise o ambiente escolhido na hora de pensar nessa dica de meditação.

4. Faça exercícios de aquecimento

dicas de meditação

Algumas pessoas precisam de estímulos externos para acalmar os pensamentos e mergulhar de vez no exercício. Em tempos desafiadores, como o pré-vestibular, você pode ter mais dificuldade para se concentrar e focar em apenas uma atividade.

Nesses casos, um aquecimento pode ser útil e inclui desde alongamentos (pescoço, braços, pernas) até práticas de preparo do ambiente, como colocar uma música suave, acender um incenso ou construir um pequeno altar. Tudo pode potencializar o efeito das dicas de medição apresentadas, então, use toda a criatividade e o autoconhecimento. O que você gostaria mais neste momento?

Ah, que tal montar uma playlist com áudios de meditação guiada? Há vários temas para você escolher e entrar no ritmo da prática: mindfulness, zazen, kundalini, e muito mais. Selecione a opção que mais curtir!

5. Controle o ritmo da respiração

dicas de meditação

Última das 5 dicas de meditação, mas não menos importante…

Com tudo organizado, você já pode começar o exercício e, para ajudar nesse passo essencial, nós vamos fazer juntos. Tá pronto?

Primeiro,, feche os olhos e foque na sua respiração. Analise se está agitada ou lenta, se o ar entra e sai com alguma dificuldade e o quão alto é o som que ocorre ao inspirar e expirar.

Durante esse processo, ignore os pensamentos e estímulos externos que forem surgindo. Aos poucos, eles serão apenas coisas secundárias que não precisam de qualquer tipo de atenção. Assim que sentir os primeiros sinais de relaxamento, concentre-se em aproveitar essa sensação.

Se desejar, comece a pensar em cada parte do seu corpo de forma individual, tentando decifrar o que sente naquela região, é uma ótima estratégia também e prática de autocuidado, porque permite observar o “eu” e entender o que você, como indivíduo único, necessita no momento.

Modelos de meditação

Além dessas super dicas de meditação, trouxemos para você alguns modelos de técnicas de relaxamento, ainda dentro da meditação:

  • Yoga: trabalha a postura e a flexibilidade do corpo e mente por meio de exercícios de respiração e físicos;
  • Tai chi: técnica conjunta com artes marciais chinesas, se apoio em atividades como respiração profunda;
  • Qi gong: é uma meditação que também realiza exercícios físicos e de respiração, mas focando no equilíbrio;
  • Meditação guiada: nesse modelo, são utilizados objetos externos, como imagens mentais, sons, cheiros e texturas de situações que relaxem você.

E então, o que achou das nossas dicas de meditação? Esperamos que tire proveito máximo delas em sua rotina de preparo para o vestibular. Com o tempo, verá que os benefícios compensam muito e pode até sentir a necessidade de manter as práticas ao longo da graduação — o que só trará efeitos positivos!

Quer mais ideias de atividades para manter o ânimo com os estudos e seus planos de cursar o ensino superior? Confira agora 7 bons motivos para fazer faculdade.

Você também pode gostar

Deixe um comentário