Acabei o Ensino Médio e agora? Descubra o que fazer no fim dessa etapa

acabei o ensino médio e agora
6 minutos para ler

O sentimento de jornada concluída chega junto com o clima de despedidas — dos amigos, da rotina, da fase adolescente — e com a expectativa de como será a vida de agora em diante. No meio disso tudo, uma pergunta que não quer calar: “Acabei o Ensino Médio, e agora?”.

Você viu um pouco da sua realidade nessas linhas? Então, não vá embora antes de ler este post. Vamos conversar sobre a insegurança comum que os jovens sentem durante esse momento de transição, que envolve importantes escolhas. Veja, ainda, 6 caminhos que você pode percorrer após concluir o Ensino Médio. Confira o que vem a seguir!

A ansiedade ao terminar o Ensino Médio

Todo começo de uma nova etapa representa o fim do ciclo anterior. É inevitável que isso gere ansiedade, sentimento de despedida, insegurança em relação ao que está por vir, entre tantas outras sensações, temores e expectativas.

O futuro incerto que se desenha à frente dos estudantes — “O que fazer dos meus dias, agora?” — não é a única preocupação. Existe um novo peso sobre os ombros dos jovens e ele se chama responsabilidade, aquela palavrinha que os adultos tanto pregam ao educar os filhos.

Se você ainda não lida com tantas obrigações, vai descobrir o porquê de seus pais viverem cansados. Assumir múltiplos compromissos e se responsabilizar por seus atos e funções é uma missão de gente grande.

Essa fase de transição também é marcada pelo adeus ao clima de colégio. O convívio frequente com amigos poderá diminuir com a chegada de uma rotina mais atribulada.

Os problemas serão mais sérios do que ser popular na escola ou escolher o look do dia. No lugar disso, surgem os boletos, as tomadas de decisão e as atitudes.

Mas não se preocupe! Mudanças são necessárias e provocam crescimento. Alguns presentes também estão para chegar nessa nova fase da vida, como liberdade, independência financeira e muitas experiências enriquecedoras. Porém, tudo depende, é claro, das suas escolhas.

6 alternativas de futuro após o Ensino Médio

Acabou o Ensino Médio? Então, é hora de dar um novo passo. Leia as opções que preparamos, pense com calma e avalie qual solução combina com suas expectativas e se encaixa melhor no seu perfil!

1. Buscar um emprego

Umas das primeiras coisas que passa pela mente do jovem, assim que termina o Ensino Médio, é que ele precisa encontrar um emprego. Seja pela cobrança dos familiares, seja pela própria vontade de conquistar sua grana ou ainda por outras razões. Conseguir uma colocação no mercado do trabalho é como a entrada definitiva na vida adulta.

Conseguir um emprego é uma preocupação facilmente explicada. Afinal, se você não vem de família rica, sabe que precisa ganhar o seu dinheiro para realizar outros projetos, como entrar em uma faculdade. Nesse caso, ter um trabalho remunerado é mais do que uma possibilidade de ocupação, é uma necessidade, concorda?

2. Tentar concurso público

Há quem prefira se dedicar aos estudos para conquistar um cargo público. A estabilidade é uma das vantagens que mais chama a atenção de quem pretende trabalhar como concursado. Além disso, existem vagas para nível médio em diversos tipos de concurso, em âmbito municipal, estadual ou federal.

Mas vale lembrar que essas provas, em geral, são bastante concorridas. Então, para aumentar suas chances de ficar entre os primeiros colocados, é necessário ler o edital com atenção, verificar o conteúdo que cai nos exames e estudar com afinco.

Planilha de gastosPowered by Rock Convert

3. Fazer um intercâmbio

Uma oportunidade de viver experiências inéditas é o intercâmbio. São muitas as vantagens desse tipo de atividade:

  • conhecer outros países e culturas;
  • adquirir fluência em línguas estrangeiras;
  • enriquecer o currículo;
  • conquistar autonomia.

O único ponto que dificulta a realização desse projeto é a questão financeira, já que um intercâmbio exige alto investimento. Então, ou o jovem conta com a ajuda da família ou, se esse for um sonho, é preciso começar a preparar as economias bem cedo.

4. Frequentar um curso técnico

Para quem não tem interesse ou condições de decolar para terras internacionais logo que acabar o Ensino Médio, uma opção viável é fazer curso técnico. Esse tipo de formação é bem-aceita pelo mercado de trabalho e garante vagas em áreas específicas de atuação.

Os cursos técnicos também são boas opções para quem ainda não tem muita certeza de qual faculdade escolher. Dessa forma, você pode entrar em contato com certas profissões e campos de conhecimento e facilitar sua decisão em relação ao rumo que pretende seguir.

5. Investir em cursos livres

Acha que um curso técnico não é bem o que você precisa por enquanto? Que tal, então, investir em cursos livres e conhecer um pouco mais sobre assuntos diversos.

Pode ser o aprendizado de uma língua estrangeira, de um software, como Excel, ou qualquer outra formação extracurricular que melhore suas habilidades e seu perfil profissional.

No modo online, por exemplo, existem inúmeras opções de cursos livres e de curta duração. Muitos deles são até gratuitos, ministrados por instituições renomadas e abertos ao público em geral.

No meio do caminho, entre um curso e outro, você pode se deparar com algum ramo que indique uma profissão inspiradora. Depois disso, fica até mais fácil escolher uma graduação.

6. Preparar-se para a graduação

Agora, se seu objetivo é iniciar a jornada para chegar à carreira profissional dos seus sonhos, o ideal é começar a se preparar. Por mais exigente e competitivo que o mercado de trabalho esteja, ter uma graduação ainda é um requisito para se destacar e conquistar boas vagas de emprego.

Dados divulgados pelo IBGE apontam que, no Brasil, quem cursa ensino superior tem maiores chances de empregabilidade e pode ganhar salários até 2,5 vezes mais altos do que os trabalhadores que têm apenas o Ensino Médio.

Além da alta empregabilidade e dos salários elevados, fazer uma graduação tem muito mais vantagens, como:

  • aquisição de conhecimento técnico;
  • desenvolvimento de novas habilidades e competências comportamentais;
  • oportunidade de trabalhar com algo que realmente goste;
  • chances de ocupar cargos de alto nível;
  • criação de networking;
  • possibilidade de fazer intercâmbio ou participar de outros projetos importantes, como iniciação científica;
  • desenvolvimento de senso crítico e capacidade argumentativa;
  • evolução pessoal.

Como você pode ver, existem diversos caminhos à sua frente, sendo que a graduação merece um pouco mais de sua atenção. Então, quando a dúvida ecoar na sua mente — “Acabei o Ensino Médio, e agora?” —, já sabe que é só uma questão de escolha e, claro, de dedicação.

Gostou das informações que trouxemos neste post? Gostaria de ter acesso a mais conteúdos como este? É simples: basta assinar nossa newsletter e receber nossas atualizações diretamente em seu e-mail!

Você também pode gostar